Bilionários militantes

Já publicamos, antes, a posição do bilionário Nick Hanauer que, depois de aplicar muitos milhões em filantropia para financiar a privatização das escolas americanas, concluiu que isso não mudou o cenário educacional. Ele diz:

“Ao todo, dediquei incontáveis ​​horas e milhões de dólares à simples ideia de que, se melhorássemos nossas escolas – se modernizássemos nossos currículos e nossos métodos de ensino, aumentássemos substancialmente o financiamento escolar, erradicássemos maus professores e abríssemos escolas charters suficientes – as crianças, especialmente aquelas em comunidades de baixa renda e classe trabalhadora, voltariam a aprender. As taxas de graduação e os salários aumentariam, a pobreza e a desigualdade diminuiriam e o compromisso público com a democracia seria restaurado.

Mas depois de décadas organizando e doando à causa, cheguei à desconfortável conclusão de que estava errado.”

Leia aqui.

Agora, um grupo de 400 bilionários mandou uma carta ao Congresso americano pedindo que não diminuam as taxas de impostos sobre seus ganhos e invista mais em programas sociais. “O movimento não é de esquerdistas sonhadores, inclui gente como Warren Buffett, o americano mais bilionário do mundo, e Bill Gates.”

Leia aqui.

Na carta eles dizem:

“Em vez disso, pedimos ao Congresso que aumente nossos impostos para trazer receitas adicionais necessárias e restaurar os investimentos em serviços vitais. Isso ajudará a criar empregos, fortalecer a classe média e garantir o sucesso econômico dos EUA. Sob nenhuma circunstância a reforma tributária deve perder receita, especialmente para fornecer cortes de impostos para os ricos e corporações.”

Leia a carta aqui.

Outro evento que está chamando a atenção, também, é que George Souros se associou a seu oponente Charles Koch para criar um “think tank” contra a guerra. A medida é tomada depois que Trump ameaçou iniciar uma guerra contra o Irã e recuou.

“Soros é acusado de defender causas “esquerdistas”; Koch é patrono de uma rede ultraconservadora. Juntos, eles querem uma nova estratégia militar para os Estados Unidos.”

Leia aqui.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Assuntos gerais, Segregação/exclusão. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Bilionários militantes

  1. Adão de Souza disse:

    Muito bom

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s