Meritocracia em Goiás

Postado originalmente na Uol em 25/06/2011

O Estado de Goiás vai introduzir pagamento por bônus para seus professores – meritocracia. A despeito destas políticas serem incertas, os Estados continuam suas aventuras, na expectativa de que a avaliação de seus alunos mostrem que a curva é positiva, e possam ser usadas nas campanhas eleitorais como prova de competência.

O que de fato ocorrerá no futuro, seja com a curva, seja com o magistério submetido a tais procedimentos vexatórios, não importa.

O impacto no magistério é desastroso. Uma professora me escreve o seguinte:

“Sou professora, graduada e mestre pela Universidade Federal de Goiás, e estou muito indignada com a implantação da política de “meritrocracia na educação” do atual governo do Estado de Goiás.

No atual momento o governo do estado não implantou o piso nacional mas agora fala em “bônus” e o pior é que, a meu ver, muitos professores estão aceitando passivamente sem um olhar crítico.

Gostaria de ler e saber a sua opinião sobre a implantação da meritrocracia na educação brasileira e se me permitir repassar essas informações para outros professores da rede do Estado de Goiás. Pretendo com isso alertar os professores e até , se for possível, criar um manifesto em repúdio ao “bônus”.

Sinto-me revoltada em ouvir que em vez do governo estadual me pagar um salário justo mensal, agora terei que disputar ao máximo para talvez no final do ano receber um mísero bônus.

Estudei tanto para concluir o curso de graduação e o mestrado, investi muito em livros, me dedico tanto em aplicar o que apreendi, mas agora ouço que talvez vou receber esmola (bônus). Isso é muito revoltante, alguém neste país precisa fazer alguma coisa. Preciso de ajuda. Preciso ouvir a sua opinião.”

Recuperar o magistério, depois desta destruição anunciada, será tarefa extremamente difícil. Ao contrário do anunciado por estas políticas, perde o país, perde a juventude – ganha o mercado e os políticos de “resultados”.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Avaliação de professores, Meritocracia, Postagens antigas da UOL e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s