Bibliografia

Registra bibliografia disponível que analisa a política dos reformadores empresariais da educação. Relatórios científicos estão na página LINK neste blog. Envie suas referências bibliográficas para o Blog.

FONTES BIBLIOGRÁFICAS

Modificada em 03-10-2018 – links atualizados nesta data

Abeles, V. (2015) Beyond Measure: rescuing na overscheduled, overtested, underestimated generation. New York: Reel Link Books.

Abernathy, (2007) S. F. No Child Left Behind and the Public Schools: Why NCLB will fail do close the achievement gap – and what we can do about it. Ann Arbor: The University of Michigan Press.

Ação Educativa. (2016). Ideologia do Movimento Escola Sem Partido. São Paulo: Ação Educativa.

Adamson, F., Cook-Harvey, C., & Darling-Hammond, L. (2015). Whose Choice? Student Experiences and Outcomes in the New Orleans School Marketplace. Stanford, CA: Stanford University, Stanford Center for Opportunity Policy in Education. Acesso em 5 de setembro de 2018, disponível em https://edpolicy.stanford.edu/publications/pubs/1374

Adamson, F.; Åstrand, B. and Darling-Hammond, L. (Editores) (2016) GLOBAL EDUCATION REFORM: How Privatization and Public Investment Influence Education Outcomes. New York: Routledge. Encontre aqui.

Adrião, T. M., Garcia, T. O., Borghi, R. F., Bertagna, R. H., Paiva, G. B., & Ximenes, S. B. (2016). Grupos empresariais na educação básica pública brasileira: limites à efetivação do direito à educação. Educação & Sociedade, 37(134), 113-131.

Alexander, K.; Entwiste, D. and Olson, L. (2014) The long shadow: Family background, disadvantaged urban youth, and the transition to adulthood. The American Sociological Association. New York: Russel Sage Foundation.

American Statistical Association. (8 de abril de 2014). ASA Statement on Using Value-Added Models for Educational Assessment. Acesso em 15 de agosto de 2018, disponível em http://www.amstat.org/asa/files/pdfs/POL-ASAVAM-Statement.pdf

Apple, M. W. (2006) Educating the “Right” way: markets, standards, God, and inequality. New York: Routledge, 2d. edition.

Araújo, A. B. (2016) Avaliação e controle do trabalho educativo: contradições entre meios e fins no monitoramento da qualidade da educação. Faculdade de Educação. USP. 284 pgs.

Arsen, D., DeLuca, T. A., Ni, Y., & Bates, M. (2015). Which Districts Get Into Financial Trouble and Why: Michigan’s Story. Michigan State University, The Education Policy Center. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em http://www.education.msu.edu/epc/library/papers/documents/WP51-Which-Districts-Get-Into-Financial-Trouble-Arsen.pdf

Au, W. (2009) Unequal by design: High-Stakes testing and the standardization of inequality. New York: Routledge.

Avelar, M., & Ball, S. J. (2017). Mapping new philanthropy and the heterarchical state: The Mobilization for the National Learning Standards in Brazil. International Journal of Educational Development, pre-print, Pre-print. Fonte: www.elsevier.com/locate/ijedudev

Baker, B., & Ferris, R. (2011). Adding Up The Spending: Fiscal Disparities and Philanthropy Among New York City Charter Schools. Acesso em 22 de fevereiro de 2018, disponível aqui.

Baker, E. L. (2010). Problems with the use os student test scores to evaluate teachers. Acesso em 10 de novembro de 2018, disponível aqui.

Ball, S. J. and Youdell, D. (2008) Hidden Privatisation in Public Education. Education International. Disponível aqui.

Ball, S. J., & Youdell, D. (2007). Privatización encubierta de la educación pública (informe preliminar). V Congreso Mundial de la International de la Educación (p. 66). Brussels: Internacional de la Educación.

Barbosa, L. M. (2016). Homeschooling no Brasil: ampliação do direito à educação ou via de privatização? Educação e Sociedade, 37(134), 153-168.

Bassok, D., Latham, S., & Rorem, A. (2016). Is Kindergarten the New First Grade? AERA Open, 1(4), pp. 1-31. Acesso em 15 de setembro de 2018, disponível em SAGEJournals: http://journals.sagepub.com/doi/pdf/10.1177/2332858415616358

Bastos, R. M. B. (2018) No profit left behind: os efeitos da economia política global sobre a educação básica pública. Fortaleza: Nova Civilização.

Baum, D. R. (2018). The Effectiveness and Equity of Public-Private Partnerships in Education: A Quasi-Experimental Evaluation of 17 Countries. Education Policy Analysis Archives, 26(105). Acesso em 30 de agosto de 2018, disponível em http://dx.doi.org/10.14507/epaa.26.3436

Beringer, T. (2015). A burguesia brasileira e a política externa nos gvernos FHC e Lula. Curitiba: Appris.

Berliner, D. C. and Biddle, B. J. (1995) The Manufactured Crisis: myths, fraud and the attack on America’s Public Schools. New York: Basic Books.

Bertagna, R. H. (2017). Dimensões da Formação Humana e Qualidade Social: referência para os processos avaliativos formativos. Em M. R. Sordi, & A. e. Varani, Qualidade(s) da escola: reiventando a avaliação como resistência. (pp. 31-46). MG: Ed. Navegando. Acesso em 15 de agosto de 2018, disponível em https://www.editoranavegando.com/qualidade-s-da-escola-publica

Bertoni, E. (10 de agosto de 2015). Cresce no Brasil o número de escolas básicas públicas geridas pela PM. Acesso em 20 de setembro de 2018, disponível em Folha de São Paulo: https://www1.folha.uol.com.br/educacao/2015/08/1666631-cresce-no-brasil-o-numero-de-escolas-basicas-publicas-geridas-pela-pm.shtml

Betts, J. R., & Tang, Y. E. (2014). A Meta-Analysis of the Literature on the Effect of Charter Schools on Student Achievement. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em Center on Reinventing Public Education: http://www.crpe.org/publications/meta-analysis-literature-effect-charter-schools-student-achievement

Boninger, F., Molnar, A., & Murray, K. (2017). Asleep at the switch: schoolhouse commercialism, student privacy, and the failure of policymaking. Acesso em 29 de setembro de 2018, disponível em National Education Policy Center: https://nepc.colorado.edu/publication/schoolhouse-commercialism-2017

Booker, K., Sass, T. R., Gill, B., & Zimmer, R. (2011). The effect of charter high schools on educational attainment. Journal of Labor Economics, 29(2), 377-415.

Booker, K., Sass, T. R., Gill, B., & Zimmer, R. (2014). Charter High Schools’ Effects on Long-Term Attainment and Earnings. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em https://cesr.usc.edu/documents/charter_high_school_effects_on_attainment_and_earnings.pdf

Brasil. (1995). Plano Diretor da Reforma do Aparelho de Estado. Brasília: Câmara da Reforma do Estado/MARE. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em http://www.bresserpereira.org.br/Documents/MARE/PlanoDiretor/planodiretor.pdf

Brasil. (1997). Parâmetros Curriculares Nacionais. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em http://portal.mec.gov.br/pnpd/195-secretarias-112877938/seb-educacao-basica-2007048997/12640-parametros-curriculares-nacionais-1o-a-4o-series

Brasil. (2016). Orientações para cursos de Formação de Professores nas áreas de Didática, Metodologias e Práticas de Ensino. Brasilia (DF): Documento Base (Formulação Preliminar) Comissão SEB/MEC. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em https://avaliacaoeducacional.files.wordpress.com/2016/03/doc_formprof_didmetpe-6.pdf

Brasil. (2017). Base Nacional Comum Curricular. Brasilia: MEC. Acesso em 20 de setembro de 2018, disponível em http://basenacionalcomum.mec.gov.br/wp-content/uploads/2018/02/bncc-20dez-site.pdf

Brasil. Conselho Nacional de Educação. (2011). Análise de proposta de fortalecimento e implementação do regime de colaboração mediante arranjos de desenvolvimento da educação. Acesso em 27 de setembro de 2018, disponível em http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=8851-pceb009-11-pdf&category_slug=setembro-2011-pdf&Itemid=30192

Braun, H., Chudowsky, N., & Koenig, J. (2010). Getting Value Out of Value-Added: Report of a Workshop. Acesso em 7 de janeiro de 2018, disponível aqui.

Bresser-Pereira, L. C. (2017). The two forms of capitalism: developmentalism and economic liberalism. Brazilian Journal of Political Economy, 37(4), 680-703. Acesso em 20 de agosto de 2018, disponível em http://www.bresserpereira.org.br/papers/2017/347-Two-Forms-Capitalism.pdf

Briggs, D. C., & Domingue, B. (2011). Due Diligence and the Evaluation of Teachers. Acesso em 14 de fevereiro de 2018, disponível aqui.

Burch, P. (2009) Hidden markets: the new education privatization.New York: Routledge.

Cafardo, R. (4 de março de 2018). Apenas 2,1% dos alunos pobres do País têm bom desempenho escolar. Acesso em 22 de setembro de 2018, disponível em O Estado de São Paulo: https://educacao.estadao.com.br/noticias/geral,apenas-2-1-dos-alunos-pobres-do-pais-tem-bom-desempenho-escolar,70002213621

Caleiro, J. P. (15 de maio de 2015). PIB do Brasil poderia ser 7 vezes maior com educação melhor. Acesso em 20 de agosto de 2018, disponível em Exame: https://exame.abril.com.br/economia/pib-do-brasil-poderia-ser-7-vezes-maior-com-educacao-melhor/

Campbell, D. (1976). Assessing the Impact of Planned Social Change. Acesso em 15 de fevereiro de 2018, disponível aqui.

Campbell, D. T. (1976). Assessing the Impact of Planned Social Change. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em https://dianeravitch.net/2012/05/25/what-is-campbells-law/

Capocchi, E. R. (2017). Avaliações em larga escala e políticas de responsabilização na educação: evidências de implicações indesejadas no Brasil. São Paulo: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. Acesso em 20 de setembro de 2018, disponível em http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-13092017-145218/publico/EDUARDO_RODRIGUES_CAPOCCHI_rev.pdf

Carlson, D. (2018). Testing and Accountability: What Have We Learned and Where Do We Go? Acesso em 3 de Agosto de 2018, disponível em American Enterprise Institute: https://www.aei.org/wp-content/uploads/2017/12/Testing-and-accountability.pdf

Casimiro, F. H. (2016). A nova direita no Brasil. Tese de Doutorado, Universidade Federal Fluminense, Departamento de História. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em http://www.historia.uff.br/stricto/td/1905.pdf

Castells, M. (2018). 11 perguntas para Castells. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em Revista Época: https://resenhapalacio.blogspot.com/2018/06/11-perguntas-para-manuel-castells.html

Castro, C. M. (28 de setembro de 2011). Escola é empresa? Acesso em 27 de setembro de 2018, disponível em O Estado de São Paulo: https://opiniao.estadao.com.br/noticias/geral,escola-e-empresa-imp-,778472

Center for Public Education. (2015). School Choice: what the research says. Acesso em 20 de agosto de 2018, disponível em National School Boards Association: https://avaliacaoeducacional.files.wordpress.com/2015/11/school-choice-what-the-research-says-full-report-pdf.pdf

Chaui, M. (14 de setembro de 2018). Seminário Internacional Ameaças à Democracia e à Ordem Multipolar. Fonte: Fundação Perseu Abramo: https://youtu.be/QDDVZsU2AvU

Chaui, M. (19 de dezembro de 1999). Fantasia da Terceira Via. Acesso em 20 de agosto de 2018, disponível em +mais!: https://www1.folha.uol.com.br/fsp/mais/fs1912199904.htm

Chaui, M. (30 de janeiro de 2017). O retrato de uma catastrofe. Acesso em 10 de setembro de 2018, disponível em Jornalistas Livres: https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=475162479274301&id=292074710916413

Christophe, M., Elacqua, G., Martinez, M., & Araujo e Oliveira, J. B. (2015). Educação baseada em evidências: como saber o que funciona em educação. Brasilia: Instituto Alfa e Beto.

Chubb, J. E., & Moe, T. M. (1990). Politics, markets and America’s schools. Washington: Kessinger Pub.

Cimarusti, D. (28 de august de 2015). POLICY BRIEF: Should Louisiana and the Recovery School District receive accolades for being last and nearly last? Network for Public Education. Acesso em 22 de setembro de 2018, disponível em https://networkforpubliceducation.org/2015/08/policy_brief_louisiana/#_edn13

Class Size Matters. Bibliografia sobre a importância da redução de alunos por turma. Acesse aqui a bibliografia.

Cochran-Smith, M., Keefe, E. S., Chang, W., & Carney, M. C. (2018). NEPC Review: 2018 Teacher Prep Review (National Council on Teacher Quality, April 2018). Acesso em 18 de agosto de 2018, disponível em National Education Policy Center: https://nepc.colorado.edu/thinktank/review-teacher-prep-2018

Cody, A. (2014) The Educator and the Oligarch: A Teacher Challenges The Gates Foundation. New York: Garn Press.

Coletivo autores. (28 de janeiro de 2015). Chile escuchó a los estudiantes. Acesso em 22 de setembro de 2018, disponível em Página 12: https://www.pagina12.com.ar/diario/elmundo/4-264881-2015-01-28.html

Conley, D. (2014) A new era for educational Assessment. Educational Policy Analisys Archives, 23 (8), pp. 1-36. Acessado em 04-02-2018. Disponível aqui.

Corcoran, S. (2010). Can Teachers be Evaluated by their Students’ Test Scores? Should They Be? The Use of Value-Added Measures of Teacher Effectiveness in Policy and Practice . Acesso em 13 de fevereiro de 2018, disponível aqui.

Council of the Great City Schools. (2015). Student Testing in America’s Great City Schools: an inventory and preliminary analysis. Acesso em 25 de agosto de 2018, disponível em https://www.cgcs.org/cms/lib/DC00001581/Centricity/Domain/87/Testing%20Report.pdf

CREDO. (2013). National Charter School Study. Stanford, CA: Center for Research on Education Outcomes. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em http://credo.stanford.edu/documents/NCSS 2013 Final Draft.pdf

CREDO. (2015). Online Charter School Study. Acesso em 30 de agosto de 2018, disponível em Stanford, CA: Center for Research on Education Outcomes: https://credo.stanford.edu/pdfs/Online%20Charter%20Study%20Final.pdf

CREDO. (2017). Charter Management Organizations 2017. Acesso em 27 de setembro de 2018, disponível em Center for Research on Educational Outcomes (CREDO): http://credo.stanford.edu/pdfs/CMO%20Executive%20Summary.pdf

Cuban, L. (2004) The blackboard and the bottom line: why school’s can’t be businesses. Cambridge: Harvard University Press.

Dalben, A., & Almeida, L. C. (2015). Para uma avaliação de larga escala multidimensional. Estudos em Avaliação Educacional, 26(61), 12-28.

Darling-Hammond, L., Wilhoit, G., & Pittenger, L. (2014). Accountability for college and career readiness: Developing a new paradigm. Stanford, CA: Stanford Center for Opportunity Policy in Education. Acessado em 10-09-2018. Disponível aqui.

DeJarnatt, S., Wolf, K., & Kalinich, M. K. (2016). Charting School Discipline. The Urban Lawyer. Acesso em 20 de setembro de 2018, disponível em https://ssrn.com/abstract=2756713

Di Carlo, M. (14 de julho de 2010). Teachers Matter, But So Do Words. Albert Shanker Institute. Acesso em 22 de setembro de 2018, disponível em http://www.shankerinstitute.org/blog/teachers-matter-so-do-words

Dobbie, W., & Fryer, R. G. (2017). Charter Schools and Labor Market Outcomes. Acesso em 15 de agosto de 2018, disponível em Working paper. Harvard University: https://scholar.harvard.edu/fryer/publications/charter-schools-and-labor-market-outcomes

Dowbor, L. (2017). A Era do Capital Improdutivo – A nova arquitetura do poder sob dominação financeira, sequestro da democracia e destruição do planeta. São Paulo: Autonomia Literária.

Dudley-Marling, C., & Baker, D. (2012). The effects of Market-based school reforms on students with disabilities. Acesso em 25 de agosto de 2018, disponível em http://dsq-sds.org/public/journals/1/pageHeaderTitleImage_en_US.jpg

Dynarski, M. (2016). On negative effects of vouchers. Brookings Institution. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em http://www.brookings.edu/research/reports/2016/05/26-on-negative-effects-of-school-vouchers-dynarski

Dynarski, M., Rui, N., Webber, A., Gutmann, B., & Bachman, M. (2018). Evaluation of the DC Opportunity Scholarship Program: impacts two years after students applied. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em National Center for Education Evaluation and Regional Assistance. U.S. Departament of Education.: https://ies.ed.gov/ncee/pubs/20184010/pdf/20184010.pdf

Egalite, A. (2018). The Growth of Charter Schooling during de Bush and Obama Years. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em American Enterprise Institute: http://www.aei.org/events/bush-obama-school-reform-lessons-learned/

Elacqua, G. (2009). The impact of school choice and public policy on segregation: evidence from Chile. Santiago de Chile: Centro de Politicas Comparadas de Educación. Acesso em 25 de Junho de 2017, disponível em http://www.educacion2020.cl/sites/default/files/dtcpce10_upd.pdf

Emery, K. (2002). The Business Roundtable and Systemic Reform: How Corporate-Engineered High-Stakes Testing Has Eliminated Community Participation in Developing Educational Goals and Policies. Doctoral Dissertation, University of California. Disponível aqui.

Emery, K. (2005). Origins and Purpose of No Child Left Behind. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em http://www.educationanddemocracy.org/Emery/Emery_NCLB.htm

Emery, K. and Ohanian, S. (2004) Why is corporate america bashing out public schools?Portsmouth: Heinemann.

Esteves, M. E. (1998) Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de SP. Dissertação de Mestrado. São Paulo: PUC.

Faccenda, O., Dalben, A., & Freitas, L. C. (2011). Capacidade Explicativa de Questionários de Contexto. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, 92(231), pp. 246-267. Fonte: http://rbep.inep.gov.br/index.php/rbep/article/view/530

Falabella, A. (2015). El mercado escolar em Chile y el surgimiento de la nueva gestión pública: el tejido de la política entre la dictadura neoliberal y los gobiernos de la centroizquierda (1979 a 2009). Educação e Sociedade, 36(132), 699-722.

Farley, T. (2009) Making the grades: My misadventures in the standardized testing industry. Sausalito: PoliPointPress.

Fernandes, R. (2007). O mentor da equação: entrevista a Marta Avancini. Acesso em 26 de fevereiro de 2018, disponível aqui.

Figlio, D., & Karbownik, K. (2016). Evaluation of Ohio’s EdChoice Scholarship Program: Selection, Competition, and Performance Effects. Thomas B. Fordham Institute. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em https://edex.s3-us-west-2.amazonaws.com/publication/pdfs/FORDHAM%20Ed%20Choice%20Evaluation%20Report_online%20edition.pdf

Fowler, R. C. (2018). The disappearance of child-directed activities and teachers’ autonomy from Massachusetts kindergartens. Acesso em 25 de agosto de 2018, disponível em Defending the Early Years: https://www.deyproject.org/uploads/1/5/5/7/15571834/ma_kindergartens_final.pdf

Frankenberg, E., Siegel-Hawley, G. S., & Wang, J. (2011). Choice without equity: charter school segregation. Education Policy Analysis Archives(19), 1-96.

Freitas, L. C. (1992). Conseguiremos escapar do neotecnicismo? Em M. B. Soares, S. Kramer, & M. Ludke, Escola Básica. Anais da VI Conferência Brasileira de Educação (Vol. I, pp. 147-157). Campinas (SP): Papirus.

Freitas, L. C. (2002). A internalização da exclusão. Educação e Sociedade, 23(80), pp. 299-325. Acesso em 23 de setembro de 2018, disponível em http://www.scielo.br/pdf/es/v23n80/12934.pdf

Freitas, L. C. (2012). Os reformadores empresariais da educação: da desmoralização do magistério à destruição do sistema público de educação. Educação e Sociedade, 33(119), 379-404.

Freitas, L. C. (2013). Políticas de responsabilização: entre a falta de evidência e a ética. Cadernos de Pesquisa, 43(148), 348-365.

Freitas, L. C. (2014). Os reformadores empresariais da educação e a disputa pelo controle do processo pedagógico da escola. Educação & Sociedade, 35(129), 1085-1114.

Freitas, L. C., Sordi, M. R., Malavasi, M. M., & Freitas, H. C. (2009). Avaliação educacional: caminhando pela contramão. Petropolis: Ed. Vozes.

Friedman, M. (1955). The Role of Government in Education. (R. A. Solo, Ed.) Economics and the Public Interest, 123-144. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em http://la.utexas.edu/users/hcleaver/330T/350kPEEFriedmanRoleOfGovttable.pdf

Fryer, R. G. (2011). Teacher Incentives and Student Achievement: Evidence from New York City Public Schools. Acesso em 15 de agosto de 2018, disponível em https://www.nber.org/papers/w16850

Gall, N., & Guedes, P. M. (s/d). A reforma educacional de Nova York: possibilidades para o Brasil. Acesso em 14 de fevereiro de 2018. Acesse aqui.

Galzerano, L. S. (2016). Grupos empresariais e educação básica: estudo sobre a somos educação. Tese de Mestrado, UNICAMP, Faculdade de Educação. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em https://avaliacaoeducacional.files.wordpress.com/2017/02/galzerano-l-s-dissertac3a7c3a3o-versc3a3o-final.pdf

Gamble, A. (1988). The free economy and the strong state: the politics of Thatcherism. Durham: Duke University Press.

Gates, W. H. (Bill). Shame is no solution. The New York Times. 2012. Acessado em 20/03/2018. Acesse aqui.

Girotto, E. D., & Cássio, F. L. (2018). A desigualdade é a meta: Implicações socioespaciais do Programa Ensino Integral na cidade de São Paulo. Arquivos Analíticos de Políticas Educativas, 26(109). Acesso em 20 de setembro de 2018, disponível em http://dx.doi.org/10.14507/epaa.26.3499

Giroux, H. A. (2017). Trump’s neo-nazis and the rise of illiberal democracy. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em Truthout: https://truthout.org/articles/neo-nazis-in-charlottesville-and-the-rise-of-illiberal-democracy/

Giroux, H. A. (2018). Killing Children in the Age of Disposability: The Parkland Shooting Was About More Than Gun Violence. Truthout. Acesso em 20 de setembro de 2018, disponível em https://truthout.org/articles/killing-children-in-the-age-of-disposability-the-parkland-shooting-was-about-more-than-gun-violence/

Greene, P. (2016). For HRC: Profit Vs. Non-Profit Charters. Acesso em 10 de setembro de 2018, disponível em Curmudgucation blog: http://curmudgucation.blogspot.com/2016/07/for-hrc-profit-vs-non-profit-charters.html

GREPPE Grupo de Estudo e Pesquisas em Políticas Educacionais. (2018). Mapeamento da inserção do setor privado nas redes estaduais de educação (2005-2015). Acesso em 28 de setembro de 2018, disponível em https://www.greppe.fe.unicamp.br/pt-br/mapeamento_da_insercao_do_setor_privado_nas_redes_estaduais_de_educacao_2005_2015

Guisbond, L., Neil, M., & Schaeffer, B. (2012). A década de progresso educativo perdida sob a NCLB: que lições tirara desse fracasso político? Educação e Sociedade, 33(119), 405-430.

Hagopian, J. (Ed.) (2014) More Than a Score: the new uprising against high-stakes testing. Chicago: Haymarket Books.

Hansen, M., Levesque, E., Valant, J., & Quintero, D. (2018). Trends in NAEP math, reading, and civics scores. Em 2018 Brown Center Report on American Education. The Brown Center on Education Policy. Washington, DC: Brookings Institution. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em https://www.brookings.edu/multi-chapter-report/the-2018-brown-center-report-on-american-education/

Hanushek, E. (24 de setembro de 2018). Eric Hanushek: “A melhoria da Educação deve ser um compromisso nacional”. Acesso em 26 de setembro de 2018, disponível em Todos pela Educação: https://www.todospelaeducacao.org.br/conteudo/eric-hanushek-a-melhoria-da-educacao-deve-ser-compromisso-nacional

Harris, D. (2018). What Effect Did the New Orleans School Reforms Have on Student Achievement, High School Graduation, and College Outcomes?: A Q&A With NEPC Fellow Douglas Harris. Acesso em 15 de agosto de 2018, disponível em National Education Policy Center: https://nepc.colorado.edu/publication/newsletter-NOLA-081418

Harris, D., & Larsen, M. (2018). What Effect Did the New Orleans School Reforms Have on Student Achievement, High School Graduation, and College Outcomes? Acesso em 15 de agosto de 2018, disponível em Education Research Alliance for New Orleans: https://educationresearchalliancenola.org/publications/what-effect-did-the-new-orleans-school-reforms-have-on-student-achievement-high-school-graduation-and-college-outcomes

Harvey, D. (2007). A brief history of neoliberalism. Oxford: OUP.

Hayek, F. (2010). O caminho da servidão. São Paulo: Instituto Ludwig von Mises do Brasil.

Hazen, D.; Hines, E.; Rosenfeld, S. and Salett, S. (2016) Who contols our schools?: the privatization of american public education. The Imdependent Media Institute. Baixe aqui.

Heilig, J. V., & Darling-Hammond, L. (2008). Accountability Texas-Style: the progress and learning of urban minority studentes in a high-stakes testing context. Educational Evaluation and Polity Analysis, 30, 75-110.

Heilig, J. V., Jez, S. J., & Reddick, R. J. (setembro de 2012). Is Texas Leading Its Peers and the Nation? A Decadal Analysis of Educational Data. Acesso em 24 de setembro de 2018, disponível em The Institute for Urban Policy Research & Analysis: https://liberalarts.utexas.edu/iupra/_files/pdf/IUPRA%20Texas%20Decade%20Brief.pdf

Higgins, L. (26 de setembro de 2018). Detroit charter school abruptly announces: we’re closing this week. Detroit Free Press. Acesso em 26 de setembro de 2018, disponível em https://www.freep.com/story/news/education/2018/09/26/detroit-delta-preparatory-academy-closing/1433298002/

Hitt, C., McShane, M. Q., & Wolf, P. J. (2018). Do Impacts on Test Scores Even Matter? Lessons from Long-Run Outcomes in School Choice Research. American Enterprise Institute. Acesso em 30 de agosto de 2018, disponível em http://www.aei.org/publication/do-impacts-on-test-scores-even-matter-lessons-from-long-run-outcomes-in-school-choice-research/

Horn, J. (25 de novembro de 2011). Corporate Education Reform’s Slime Machine Goes After NRC Report. Acesso em 20 de agosto de 2018, disponível em Subtance News: http://www.substancenews.net/articles.php?page=2848&section=Article

Horn, J. and Wilburn, D. (2013) The mismeasure of education. Charlotte: Information Age Publishing Inc..

Horta Neto, J. L. (2018). Avaliação educacional no Brasil: para além dos testes cognitivos. Rev. educ. PUC Campinas, 23(1), 37-53. Fonte: http://periodicos.puc-campinas.edu.br/seer/index.php/reveducacao/article/view/3990/2565

Hout, M., & Elliott, S. W. (2011). Incentives and test-based accountability in education. Acesso em 15 de agosto de 2018, disponível em https://www.nap.edu/read/12521/chapter/1

Johnson, D. D.; Johnson, B.; Farenga, S. J. and Ness, D. (2008) Stop High-Stakes Testing: an appeal to America’s conscience. Maryland: Rowman and Littlefield Publishing.

Jones, K.  (Ed.) (2006) Democratic school accountability: a model for school improvement. Maryland: Rowman and Littlefild Education.

Jones, M. G.; Jones, B. D. and Hargrove, T. Y. (2003) The unintended consequences of High-Stakes testing. Maryland: Rowman and Littlefield Publishing.

Kane, T. J., & Staiger, D. O. (2002). The promise and pitfalls of using imprecise school accountability measures. Journal of Economic Perspectives, 16(4), 91-114.

Karp, S. (2012). Desafiar a reforma escolar empresarial… e dez sinais esperançosos de resistência. Educação e Sociedade, 33(119), pp. 431-454.

Kenji, A. (27 de abril de 2018). Kroton Educacional: em termos de educação pública nunca experimentamos um inimigo com uma força social tão concentrada como esse. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em Portal da EPSJV/Fiocruz: http://www.epsjv.fiocruz.br/noticias/entrevista/em-termos-de-educacao-publica-nunca-experimentamos-um-inimigo-com-uma-forca

Kimmett, C. (2015). 10 Years After Katrina, New Orleans’ All-Charter School System Has Proven a Failure. Inthesetimes. Acesso em 22 de setembro de 2018, disponível em http://inthesetimes.com/article/18352/10-years-after-katrina-new-orleans-all-charter-district-has-proven-a-failur

Kohn, A. (1993) Punished by Rewards: the trouble with gold stars, incentive plan$, A’s, praise, and other bribes. Boston: Houghton Mifflin Co..

Kohn, A. (2000) The case against standardized testing: Raising the scores, ruining the schools. Portsmouth: Heinemann.

Koretz, D. (2009) Measuring Up: What educational testing really tells us. Cambridge: Harvard University Press.

Koretz, D. (2017). The Testing Charade: pretending to make schools better. Chicago: The University of Chicago Press.

Kuhn, J. (2014) Fear and learning in America: bad data, good teachers, and the attack on public education. New York: Teachers College, Columbia University.

Lafer, G. (2018). Breaking Point: The Cost of Charter Schools for Public School Districts. In The Public Interest. Acesso em 20 de agosto de 2018, disponível em https://www.inthepublicinterest.org/wp-content/uploads/ITPI_Breaking_Point_May2018FINAL.pdf

Lavigne, A. L. and Good, T. L. (2014) Teacher and student evaluation: moving beyond the failure of school reform. New York: Routledge.

Leung, R. (2004). The “Texas Miracle”. Acesso em 22 de fevereiro de 2018, disponível aqui.

Leung, R. (6 de Janeiro de 2004). The ‘Texas Miracle’. Acesso em 23 de setembro de 2018, disponível em 60 Minutes: https://www.cbsnews.com/news/the-texas-miracle/

Libâneo, J. C., & Freitas, R. M. (2018). Políticas educacionais neoliberais e escola pública: uma qualidade restrita de educação escolar. Goiânia: Ed. Espaço Acadêmico.

Linch, K., & Baker, J. (2005). Equality in education: An equality of condition perspective. Theory and Research in Education, 3(2), pp. 131-164. Fonte: http://tre.sagepub.com/cgi/content/abstract/3/2/131

Lopez, F. (2014). Review of a meta-analysis of the literature on the effect of charter schools on student achievement. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em https://nepc.colorado.edu/thinktank/review-meta-analysis-effect-charter

Losen, D. J., Keith II, M. A., Hodson, C. L., & Martinez, T. E. (2016). Charters Schools, Civil Rights and School Discipline: a comprehensive review. Acesso em 25 de agosto de 2018, disponível em The Center for Civil Rights Remedies at the Civil Rights Project: https://www.civilrightsproject.ucla.edu/resources/projects/center-for-civil-rights-remedies/school-to-prison-folder/federal-reports/charter-schools-civil-rights-and-school-discipline-a-comprehensive-review

Loveless, T. (2012). Predicting the Effect of Common Core State Standards on Student Achievement. Em The 2012 Brown Center Report on American Education (Vol. III, pp. 6-14). Washington, DC: Brookings Institution: Brown Center on Education Policy. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em https://www.brookings.edu/wp-content/uploads/2016/06/0216_brown_education_loveless.pdf

Loveless, T. (2015). Measuring effects of the Common Core. Em 2015 Brown Center Report on American Education. The Brown Center on Education Policy. Washington, DC: Brookings Institution. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em https://www.brookings.edu/research/measuring-effects-of-the-common-core/

Loveless, T. (2016). Reading and math in the Common Core era. Em 2016 Brown Center Report on American Education. The Brown Center on Education Policy. Washington, DC: Brookings Institution. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em https://www.brookings.edu/research/reading-and-math-in-the-common-core-era/

Loveless, T. (2018). Why Standards Produce Weak Reform. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em American Enterprise Institute: https://www.aei.org/wp-content/uploads/2017/12/Loveless_Standards.pdf

Lubienski, C. A. and Lubienski, S. T. (2014) The public school advantage: why public scholls outperform private schools. Chicago: The University of Chicago Press.

Lubienski, C., & Brewer, T. (2018). Review of “Do Impacts on Test Scores Even Matter? Lessons from Long-Run Outcomes in School Choice Research” (American Enterprise Institute). Acesso em 30 de agosto de 2018, disponível em National Education Policy Center: Bouder, CO: http://nepc.colorado.edu/thinktank/review-goalposts

Ludwig, M. (7 de september de 2018). Teachers Leave For-Profit Charter Schools at Alarming Rates, Report Says. Truthout. Acesso em 7 de setembro de 2018, disponível em https://truthout.org/articles/study-teachers-leave-for-profit-charter-schools-at-alarming-rates/

MacLean, N. (2017) Democracy in Chains: The Deep History of the Radical Right’s Stealth Plan for America”. New York: Penguin.

Madaus, G.; Russell, M. and Higgins, J. (2009) The Paradoxes os High Stakes Testing: How they affect students, theris parents, teachers, principals, schools, and society. Charlotte: Information Age Publishing.

Mandevilla. (2007). Bush Profiteers Collect Billions From No Child Left Behind. Acesso em 14 de fevereiro de 2018, disponível aqui.

Marselle, T. (2015) Perfectly Incorrect: why the Common Core is psychologically and cognitively Unsound. Encontre aqui.

Marsh, J. A. et al. (2011). A Big Apple for Educators. New York City’s Experiment with Schoolwide Performance Bonuses: Final Report. RAND Education. Acesso em 22 de setembro de 2018, disponível em https://www.rand.org/content/dam/rand/pubs/monographs/2011/RAND_MG1114.pdf

Martins, E. M. (2016) Todos pela Educação? Como os empresários estão determinando a política educacional brasileira. Rio de Janeiro: Ed. Lamparina.

Mathis, W. J., & Trujillo, T. M. (2016). Learning from de federal market-based reforms. Charlote, NC: Information Age Publishing.

Mattis, W. J. and Trujillo, T. M. (Editores). Aprendendo com as reformas federais baseadas no mercado: lições para a ESSA. New York: Information Age Publ., 2016. (Acesse na Amazon.)

McDonald, K. (2018). School Vouchers Give Parents More Choice in Education. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em Foundation for Economic Education: https://fee.org/articles/school-vouchers-give-parents-more-choice-in-education/

McGill, M. V. (2015) Race to the Bottom: Corporate School Reform and the Future of Public Education. New York: Teachers College Press.

Meier, D. and Wood, E. (Eds.) (2004) Many Children Left Behind: How the No Child Left Behind Act is Damaging our children and our schools. Boston: Beacon Press.

Melo, A. (2016) Educação de tod@s para tod@s: a reforma educativa neoliberal e o caso espanhol. Guarapuava: Apprehendere.

Miller, E., & Almon, J. (2009). Crisis in the Kindergarten: why children need to play in school. Acesso em 25 de agosto de 2018, disponível em Alliance for Childhood: http://www.allianceforchildhood.org/sites/allianceforchildhood.org/files/file/kindergarten_report.pdf

Mills, J. N., Egalite, A. J., & Wolf, P. J. (2016). How has the Louisiana Scholarship Program affected students? A comprehensive summary of effects after two years. Education Research Alliance for New Orleans. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em https://educationresearchalliancenola.org/files/publications/ERA-Policy-Brief-Public-Private-School-Choice-160218.pdf

Miron, G., & Shank, C. (2017). NEPC Review: Charter Management Organizations 2017 (CREDO, June 2017). Acesso em 26 de setembro de 2018, disponível em National Education Policy Center: https://nepc.colorado.edu/thinktank/review-CMOs

Mises, L. v. (2009). El Socialismo: análisis sociológico e económico. Union editorial.

Mises, L. v. (2010). Liberalismo. São Paulo: Instituto Ludwig von Mises do Brasil.

Mizala, A., & Torche, F. (2012). Bringing the schools back in: the stratification of educational achievement in the Chilean voucher system. International Journal of Educational Development(32), 132-144. Acesso em 24 de Junho de 2017, disponível em http://www.educacion2020.cl/sites/default/files/estudio_mizala_torche.pdf

Monbiot, G. (2017). A despot in disguise: one man’s mission top to rip up democracy. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em The Guardian: https://www.theguardian.com/commentisfree/2017/jul/19/despot-disguise-democracy-james-mcgill-buchanan-totalitarian-capitalism

National Center for Education Statistics. (2018). Fast Facts: Charters Schools. Acesso em 5 de setembro de 2018, disponível em https://nces.ed.gov/fastfacts/display.asp?id=30

National Council on Teacher Quality. (2018). Acesso em 18 de agosto de 2018, disponível em 2018 Teacher Prep Review: https://www.nctq.org/dmsView/2018_Teacher_Prep_Review_733174

National Education Association. (2016). Discipline and the School-To-Prison Pipeline. Acesso em 20 de setembro de 2018, disponível em National Education Association: https://ra.nea.org/business-item/2016-pol-e01-2/

Neal, D. and Shanzenback, W. Left behind by design: proficiency counts and test-based accountability. The Review of Economics and Statistics, 92(2), pg. 263-283. 2010.

Network for Public Education and Schott Foundation for Public Education. (2018). Grading the states: a report card on our nation’s commitment to public education. Acesso em 28 de setembro de 2018, disponível em http://schottfoundation.org/report/grading-the-states

Network for Public Education. (2018). Hijacked By Billionaires: How The Super Rich Buy Elections To Undermine Public Schools. Acesso em 29 de setembro de 2018, disponível em NPE: http://npeaction.org/wp-content/uploads/2018/09/Hijacked-by-Billionaires.pdf

Nichols, S. L. and Berliner, D. C. (2008) Collateral Damage: How high-satkes testing corrupts America’s schools. Cambridge: Harvard Educational Press.

Parceiros da Educação. (16 de dezembro de 2010). A transformação da qualidade da educação básica publica no Brasil. Acesso em 15 de agosto de 2018, disponível em ISSUU: https://issuu.com/casadosaber/docs/a_transforma__o_da_qualidade_da_educa__o_no_brasil

Payne, C. M. (2010) So much reform, so little change: the persistence of failure in urban schools. 2d. edition. Cambridge: Harvard Educational Press.

Peerson, P. E. and West, M. R. (2003) No Child Left Behind? The politics and practice os school accountability. Washington: Brookings Institution Press.

Piton-Gonçalvez, Jean; Aluisio, S. M. (2015) Teste Adaptativo Computadorizado Multidimensional com propósitos educacionais: princípios e métodos. Ensaio: Aval. Pol. Públ. Educ., Rio de Janeiro , v. 23, n. 87, p. 389-414, junho.

Pogrow, S. (2017). The Failure of the U.S. Education Research Establishment to Identify Effective Practices: Beware Effective Practices Policies. Education Policy Analysis Archives, 25(5). Acesso em 22 de setembro de 2018, disponível em https://epaa.asu.edu/ojs/article/view/2517

Polikoff, M. (2017). Is Common Core Working? It May Be Too Early to Tell. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em https://www.educationnext.org/is-common-core-working-it-may-be-too-early-to-tell/

Polychroniou, C. J. (25 de july de 2018). The Resurgence of Political Authoritarianism: An Interview With Noam Chomsky. Acesso em 30 de agosto de 2018, disponível em https://truthout.org/articles/resurgence-of-political-authoritarianism-interview-with-noam-chomsky/

Pons, M. (25 de october de 2012). How one national school voucher program fared. (V. Strauss, Editor, & The Washington Post) Acesso em 28 de Junho de 2017, disponível em Aswer Sheet: https://www.washingtonpost.com/news/answer-sheet/wp/2012/10/25/how-the-worlds-longest-running-school-voucher-program-fared/

Portales, J. A. (2012). Understanding How Vouchers Impact Municipalities in Chile, and How Municipalities Respond to Market Pressures. Tese de Doutorado, University of Texas at Austin. Acesso em 25 de Junho de 2017, disponível em https://repositories.lib.utexas.edu/bitstream/handle/2152/ETD-UT-2012-08-5986/PORTALES-OLIVARES-DISSERTATION.pdf?sequence=1

Power, S., & Gewirtz, S. (2001). Reading education action zones. Journal of Education Policy, 16(1), pp. 39-51. Acesso em 26 de setembro de 2018, disponível em https://doi.org/10.1080/02680930010009813

Price, T. A. and Peterson, E. (2008) The mith and reality of No Child Left Behind. Public education and high-stakes assessment: a report issued on behalf of National-Louis University.

Ravitch, D. (1 de agosto de 2018). Douglas Harris: A Response to Critics of the 2015 New Orleans Study. Acesso em 15 de agosto de 2018, disponível em Diane Ravitch’s Blog: https://dianeravitch.net/2018/08/01/douglas-harris-a-response-to-critics-of-the-new-orleans-study/

Ravitch, D. (19 de abril de 2018a). Does Puerto Rico Need “No Excuses” Charter Schools? Acesso em 20 de setembro de 2018, disponível em Diane Ravitch’s Blog: https://dianeravitch.net/2018/04/19/puerto-rico-post/

Ravitch, D. (2010) The death and life of the great american school system: How testing and choice ar undermining education. New York: Basic Books.

Ravitch, D. (2010). Nota mais alta não é educação melhor. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em Jornal O Estado de São Paulo: https://ciencia.estadao.com.br/noticias/geral,nota-mais-alta-nao-e-educacao-melhor-imp-,589143

Ravitch, D. (2010a). Why teachers should never be rated by test scores. Acesso em 8 de setembro de 2018, disponível aqui.

Ravitch, D. (2010b). New York education officials are lying to the state’s schoolkids. Acesso em 20 de julho de 2018, disponível aqui.

Ravitch, D. (2011) Vida e morte do grande sistema escolar americano: como os testes padronizados e o modelo de mercado ameaçam a educação. Porto Alegre: Sulina.

Ravitch, D. (2011). Testing Remains the Problem. Acesso em 29 de Janeiro de 2018, disponível aqui.

Ravitch, D. (2012). What is Campbell’s law? Diane Ravitch’s blog. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em https://dianeravitch.net/2012/05/25/what-is-campbells-law/

Ravitch, D. (2013). Reign of Error: the hoax of the privatization movement and the danger to America’s Public Schools. New York: Alfred A. Knopf.

Ravitch, D. (5 de january de 2013). EduShyster Explains the “No Excuses” Model. Acesso em 20 de setembro de 2018, disponível em Diane Ravitch’s Blog: https://dianeravitch.net/2013/01/05/edushyster-explains-the-no-excuses-model/

Rodrigues, C. E. L. (2015) As habilidades socioemocionais como a nova fênix das avaliações em larga escala? Centro de Ciências Humanas e Sociais, UNIRIO. Dissertação de Mestrado.

Rothstein, H. R., Sutton, A. J., & Borenstein, M. (2005). Publication Bias in Meta-Analysis: Prevention, Assessment and Adjustments. NJ: John Wiley & Sons, Ltd.

Rothstein, J. (2011). Review of Learning About Teaching. Acesso em 20 de fevereiro de 2018, disponível aqui.

Rothstein, R. (2008). A Nation at Risk” Twenty-Five Years Later. Acesso em 25 de janeiro de 2018, disponível aqui.

Russakoff, D. (2015) The Prize: who´s in charge of America´s Schools? New York: Houghton Mifflin Harcourt.

Sahlberg, P. (2011) Finnish Lessons: what can the world learn from educational change in Finland? New York: Teachers College, Columbia University.

Sahlberg, P. (2011). The fourth way of Finland. J. Educ. Change, 12(2), 173-185.

Saldaña, P. (20 de maio de 2018). Gestão Alckmin manteve bônus a professor apesar de admitir sua ineficácia. Folha de São Paulo. Acesso em 20 de setembro de 2018, disponível em https://www1.folha.uol.com.br/educacao/2018/05/gestao-alckmin-manteve-bonus-a-professor-apesar-de-admitir-sua-ineficacia.shtml

Santos, A. A., Horta Neto, J. L., & Junqueira, R. D. (2017). Sistema Nacional de Avaliaçãoda Educação Básica (Sinaeb): proposta para atender ao disposto no Plano Nacional de Educação. PNE em Movimento 7 (Censurado). Brasília, DF. Acesso em 30 de agosto de 2018, disponível em http://www.academia.edu/35177789/Sistema_Nacional_de_Avalia%C3%A7%C3%A3o_da_Educa%C3%A7%C3%A3o_B%C3%A1sica_Sinaeb_proposta_para_atender_ao_disposto_no_Plano_Nacional_de_Educa%C3%A7%C3%A3o

Sass, T. R., Zimmer, R. W., Gill, B. P., & Booker, K. (2016). Charter high Schools effects on long-term attainment and earnings. Journal of Policy Analysis and Management, 35(3), 683-706.

Saviani, D. (1983). Escola e democracia. São Paulo: Cortez Ed./Autores Associados.

Schanzenbach, D. W. (2014). Does Class Size Matter? Acesso em 27 de setembro de 2018, disponível em National Education Policy Center: https://nepc.colorado.edu/publication/does-class-size-matter

Scher, A., & Burchard, S. (2009). Bush Profiteers Collect Billions From No Child Left Behind – part 12 – by Mandevilla. Acesso em 14 de fevereiro de 2018, disponível em Project Censored – Media Democracy in action – aqui.

Schneider, J. (2017) Beyond test scores: a better way to measure school quality hardcover. New York: Harvard University Press.

Schneider, M. K. (2014) A chronicle of echoes: who’s who in the implosion of American Public Education. Charlotte: Information Age Publishing Inc.

Schneider, M. K. (2016) School Choice: The End of Public Education? New York: Teachers College Press, Columbia University. Disponível aqui.

Schochet, P. Z., & Chiang, H. S. (2010). Error Rates in Measuring Teacher and School Performance Based on Student Test Score Gains. Acesso em 6 de janeiro de 2018, disponível aqui.

Schuler, F. L. (2017). Temos leis para inovar. Vamos usar? Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em Instituto Millenium: https://www.institutomillenium.org.br/artigos/temos-leis-para-inovar-vamos-usar/

Scott, J. T., Moses, M. S., Finnigan, K., Trujillo, T., & Jackson, D. (2017). Law and Order in School and Society: How Discipline and Policing Policies Harm Students of Color, and What We Can Do About It. Acesso em 22 de setembro de 2018, disponível em National Education Policy Center: https://nepc.colorado.edu/publication/law-and-order

Selwyn, B. (2015). Friedrich Hayek: in defence of dictatorship. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em Open Democracy: https://www.opendemocracy.net/benjamin-selwyn/friedrich-hayek-dictatorship

Sentell, W. (5 de agosto de 2018). You might be shocked to see your school’s letter grade dropped, but Louisiana leaders can explain… The Advocate, p. 1. Acesso em 15 de agosto de 2018, disponível em https://www.theadvocate.com/baton_rouge/news/education/article_8a0a9cf2-950c-11e8-8395-7fee49992b41.html

Singer, P., & Firozi, P. (29 de outubro de 2015). Turkish faith movement secretly funded 200 trips for lawmakers and staff. Fonte: USA Today: https://www.usatoday.com/story/news/politics/2015/10/29/turkish-faith-movement-secretly-funded-200-trips-lawmakers-and-staff/74535104/

Smith, F., & Jacobowitz, R. (2018). Tests are turning our kids into zeroes: a focus on failing. Acesso em 20 de agosto de 2018, disponível em The Benjamin Center for Public Policy Initiatives: https://www.newpaltz.edu/media/the-benjamin-center/db_20_tests_are_turning_our_kids_into_zeroes_a_focus_on_failing.pdf

Smolka, A. L., Laplane, A. L., Magiolino, L. L., & Dainez, D. (2015). O problema da avaliação das habilidades socioemocionais como política pública: explicitando controvérsias e argumentos. Educação & Sociedade, 36(130), pp. 219-242. Acesso em 27 de setembro de 2018, disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-73302015000100219&lng=pt&tlng=pt

Sordi, M. R., & Souza, E. S. (2009). A avaliação institucional como instância mediadora da qualidade da escola pública: a Rede Municipal de Educação de Campinas como espaço de aprendizagem. Campinas: Millenium Ed.

Sordi, M. R., Varani, A., & Mendes, G. S. (2017). Qualidade(s) da escola pública: reinventando a avaliação como resistência. MG: Navegando Publicações (Ebook). Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em https://www.editoranavegando.com/qualidade-s-da-escola-publica

Springer, M. G., & Winters, M. A. (2009). New York City’s School-Wide Bonus Pay Program. Acesso em 3 de dezembro de 2018, disponível aqui.

Stanford, J. (13 de setembro de 2013). Bush’s ‘Texas Miracle’ debunked, Lone Star State sparks anti-testing revolution. Acesso em 23 de setembro de 2018, disponível em MSNBC Daily: http://www.msnbc.com/msnbc/bushs-texas-miracle-debunked-lone-star-st

Stecher, B. M. et al. (2018). Improving Teaching Effectiveness: Final Report. RAND Education. Acesso em 22 de setembro de 2018, disponível em https://www.rand.org/pubs/research_reports/RR2242.html

Takahashi, F. (12 de novembro de 2015). Semiárido cearense tem escolas públicas com nível de países ricos. Acesso em 24 de setembro de 2018, disponível em Folha de São Paulo: https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2015/11/1704915-semiarido-cearense-tem-escolas-publicas-com-nivel-de-paises-ricos.shtml

Taubman, P. M. (2009) Teaching by numbers: deconstructing the discourse of standards and accountability in education. New York: Routledge.

Tell, S. (2016) Charter School Report Card. Charlotte: Information Age Publ. Inc.

Travitzki, R. (2013). ENEM: limites e possibilidades do Exame Nacional do Ensino Médio enquanto indicador de qualidade escolar. Tese de Doutorado. Faculdade de Educação da USP, São Paulo. Acesso em 5 de setembro de 2018, disponível em http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-28062013-162014/pt-br.php

Treviño, E., Mintrop, R., Villalobos, C., & Ordenes, M. (2018). What Might Happen If School Vouchers and Privatization of Schools Were to Become Universal in the U.S.: Learning from a National Test Case—Chile. Boulder, CO: National Education Policy Center. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em http://nepc.colorado.edu/publication/chilean-voucher

Uchôa, V. (17 de setembro de 2018). Continência, ‘inspeção de cabelo’ e tutoria de PMs: a rotina em uma escola com regras e disciplina militares. Acesso em 20 de setembro de 2018, disponível em BBC News Brasil: https://www.bbc.com/portuguese/geral-45491630

UNESCO. (2017). Responsabilização na educação: cumprir nossos compromissos. Relatório de Monitoramento Global da Educação – Resumo. Unesco. Acesso em 15 de agosto de 2018, disponível em http://unesdoc.unesco.org/images/0025/002595/259593por.pdf

Valenzuela, J. P., Bellei, C., & Rios, D. (2008). Evolución de la segregación socioeconómica de los estudiantes chilenos y su relación con el financiamento compartido. Santiago de Chile: Fonide, Departamento de Estudios y Desarrollo, Mineduc. Acesso em 25 de Junho de 2017, disponível em http://www.educacion2020.cl/sites/default/files/segregacion_y_fc_jpvalenzuela.pdf

Verger, A., & Normand, R. (2015). Nova gestión pública y educación: elementos teóricos y conceptuales para el estudio de um modelo de reforma educativa global. Educação & Sociedade, 36(132), 599-622.

Villarreal, R. G., Ferreiro, L. R., & Mendoza, M. G. (2018). Luchas por la reforma educativa en México: notas desde el campo. Cidad Autónoma de Buenos Aires: CLACSO Portal Insurgencia Magisterial. Acesso em 5 de setembro de 2018, disponível em http://biblioteca.clacso.edu.ar/clacso/gt/20180803115555/Luchas_reforma_educativa.pdf

Villas-Bôas, M. A. (6 de abril de 2017). A verdade sobre o IDEB e a educação de Sobral. Acesso em 23 de setembro de 2018, disponível em GGN – Luiz Nassif on line: https://jornalggn.com.br/noticia/a-verdade-sobre-o-ideb-e-a-educacao-de-sobral-por-marcos-de-aguiar-villas-boas

Viseu, S., & Carvalho, L. M. (2018). Think tanks, policy networks and education governance: the rising of new intra-national spaces of policy in portugal. Acesso em 29 de setembro de 2018, disponível em http://dx.doi.org/10.14507/epaa.26.3664

Waddington, R. J., & Berends, M. (2018). Impact of the Indiana Choice Scholarship Program: Achievement Effects for Students in Upper Elementary and Middle School. Journal of Policy Analysis and Management, https://onlinelibrary.wiley.com/doi/pdf/10.1002/pam.22086

Waiselfisz, J. J. (2010). Família é responsável por até 50% do desempenho do aluno. Acesso em 14 de dezembro de 2018, disponível aqui.

Waiselfisz, J. J. (2010). O ensino de ciências no Brasil e o PISA. Acesso em 14 de dezembro de 2018, disponível aqui.

Whitehurst, G. (2009). Don’t Forget Curriculum. Washington, DC: Brookings Institution. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em https://www.brookings.edu/wp-content/uploads/2016/06/1014_curriculum_whitehurst.pdf

Wilson, J. Q., & Kelling, G. L. (1982). Broken Windows. Acesso em 20 de setembro de 2018, disponível em The Atlantic Monthly: https://www.manhattan-institute.org/pdf/_atlantic_monthly-broken_windows.pdf

Witeze, E. M. Processos de inclusão/exclusão: uma análise do impacto da Prova Brasil na escolarização do público-alvo da educação especial. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Goiás, Faculdade de Educação. 2016. Disponível aqui.

Wong, M., Cook, T. D., & Steiner, P. M. (2009). No Child Left Behind: An Interim Evaluation of Its Effects on Learning Using Two Interrupted Time Series Each with Its Own Non-equivalent Comparison Series. (Working paper #51). Institute for Policy Research, Northwestern University. Acesso em 3 de agosto de 2018, disponível em https://www.ipr.northwestern.edu/publications/docs/workingpapers/2009/IPR-WP-09-11.pdf

Wong, V. C., Wing, C., Martin, D., & Krishnamachari, A. (2018). The impact of intensifying state accountability pressures on student achievement under no Child Left Behind. (Working paper). Acesso em 30 de agosto de 2018, disponível em http://curry.virginia.edu/uploads/epw/63_Intensifying_State_Accountability_Pressures.pdf

Yeh, S. S. (2013). A Reanalysis of the Effects of Teacher Replacement Using Value-Added Modeling. Teachers College Record. Acesso em 27 de setembro de 2018, disponível em http://www.tcrecord.org/Content.asp?ContentID=16934

Zhao, Y. (2011). “It makes no sense:” Puzzling over Obama’s State of the Union Speech. Acesso em 10 de fevereiro de 2018, disponível aqui.

Zukowsky-Tavares, C. (2013) Teoria de resposta ao item: Uma análise crítica dos pressupostos epistemológicos. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, v. 24, n. 54, p. 56-76, jan./abril.

7 respostas para Bibliografia

  1. Pingback: Nova página no Blog | AVALIAÇÃO EDUCACIONAL – Blog do Freitas

  2. Clara Ede disse:

    Ótimo, Luiz!!!! Adorei!
    Já saiu mais alguma produção da Ravitch em português?
    Abç!

  3. João Palma. disse:

    Luiz, excelente contribuição.
    Abraço e parabéns pela iniciativa.

  4. Maria Marcia Sigrist Malavasi disse:

    Prof. Luiz sua coerência, lucidez, ética e seriedade alimentam e reafirmam nossas convicções. Além de ser um presente poder, de tão longe, ter notícias deste nebuloso mundo da educação, economia e política que vem cercando nosso país.
    Abraço e meu desejo de vê-lo, por muitos mais anos, iluminando nossas reflexões.

  5. Jeferson disse:

    Em épocas tão difíceis, é fundamental ver professores referência, como o senhor, se posicionarem. Parabéns!!!

  6. Orandes disse:

    Olá Freitas, sou mestre em Educação: Currículo pela PUC/SP, na dissertação discuto a questão da Bonificação por Resultado adotada no Gov de SP.
    Gostaria de estudar agora no doutorado as BNCC, que você sempre trata aqui no seu Blog com muita propriedade.
    Existe indica alguma bibliografia para eu ir me introduzindo ao tema?
    Grato!
    Orandes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s