Mais um presidente do INEP é exonerado

Tudo indica que o mal-estar ocorrido deva-se aos problemas operacionais da aplicação do ENEM durante a pandemia e a uma iniciativa que pretendia revisar a lei que regula a avaliação das instituições do ensino superior.

Segundo a Agência Brasil, um dia antes de sua exoneração (25-2-21), Alexandre Lopes apresentou uma proposta de atualização da lei do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), com o objetivo de “iniciar um debate em torno do tema” para, posteriormente, se chegar “a uma minuta de projeto de lei que reúna os consensos em relação a possíveis avanços na legislação”.

Leia aqui.

O atual ministro tem forte ligação com a iniciativa privada. Alexandre Lopes foi exonerado dia 26-02-21. Assume Danilo Dupas Ribeiro ligado ao Mackenzie, como o atual pastor-ministro da educação.

O novo presidente do INEP já era Secretário no MEC, na Secretaria de Regulação do Ensino Superior – SERES.

Leia aqui.

Os servidores do INEP reagiram a esta quinta mudança do presidente do INEP em apenas dois anos, apontando os riscos da falta de continuidade.

Baixe a Nota aqui.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Assuntos gerais, MEC sob Bolsonaro, Pastor Milton no MEC. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s