Protesto de diretores em NY

Postado originalmente na UOL em 14/07/2012

Em Nova Iorque, a introdução de um sistema de atrelamento do pagamento do professor aos resultados de testes dos alunos levou a uma explosão de resistência sem precedentes. No fim de dezembro de 2011, quase 23% dos diretores de escola do estado de Nova Iorque (1.058) haviam assinado uma declaração de protesto, repudiando:

“(…) um sistema não comprovado que desperdiça cada vez mais recursos limitados. Mais importante ainda, será profundamente desmoralizador para os docentes e prejudicial para as crianças sob nossos cuidados. Nossos alunos são mais do que a soma dos seus resultados nos testes, e uma ênfase exagerada nesses resultados não vai redundar em melhor aprendizagem.“  (Diretores de NY, 2011)

NCLB’s Lost Decade for Educational Progress: What Can We Learn from this Policy Failure? By Lisa Guisbond with Monty Neill and Bob Schaeffer. January 2012.

Também publicado na Revista Educação e Sociedade do CEDES, no. 119.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Avaliação de professores, Meritocracia, Postagens antigas da UOL e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s