FNE: MEC é derrotado…

Por 23 votos a favor e 9 contra, com uma abstenção, foi mantido o Documento Referência produzido pela Comissão do Fórum Nacional de Educação, ao qual desde ontem o MEC vinha atacando com emendas supressivas. As emendas atentavam contra a gestão democrática, contra a concepção de Sistema Nacional de Educação, contra a forma de financiamento da educação brasileira, especialmente o cálculo do CAQ; contra a gratuidade do ensino superior, contra a crítica ao teto de gastos atingir a educação brasileira, e outros pontos.

Ou seja, se o documento tivesse sido alterado pelo MEC, viraria ponta de lança das políticas neoliberais e de ajuste do governo Temer na área da educação. Agora, o MEC vai ter que ir discutir na base as suas teses, como todo governo democrático deve fazer, e não impor desde o alto suas concepções à revelia do FNE.

O MEC procurou desde ontem calar tais vozes no documento. Perdeu ontem por 13 a 2, com 5 abstenções na Comissão. Perdeu hoje, no pleno do Fórum, por 23 votos a favor da manutenção do documento, contra 9 votos – em sua esmagadora maioria do próprio MEC, e apenas 1 abstenção. O documento da Comissão foi mantido sem as alterações que o MEC pretendia.

Importante vitória obtida no FNE no dia de hoje.

Leia também A agenda do MEC para a CONAE 2018.

Resta aguardar, agora, como o MEC vai reagir.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Assuntos gerais. Bookmark o link permanente.

2 respostas para FNE: MEC é derrotado…

  1. Fábio Martins Nogueira disse:

    O que eles querem é ter condições preestabelicidas por consenso a princípio democrático para depois terem reservas e direitos de implantar suas influências autoritárias para cada vez mais diminuir os direitos igualitários da populaçâo quanto as oportunidades de estudo e formação, consequentemente diminuindo o sentido livre da formação do conhecimento para cada vez mais burlarem os direitos de esclarecimento do povo em lutar por seus direitos, fazendo base para que o governo roube e fraude cada vez mais, mas basta terminantemente disso, o povo não suporta mais isso, quem tiver que sair das diretrizes e bases da Educação democrática que saia e não atrapalhe o trabalho de quem ensina.

  2. Maria Emília Martins disse:

    Vitória muito comemorada, principalmente em tempos de tantos retrocessos e de tantos ataques ao direito da população. Juntos somos mais fortes, vamos continuar lutando. Não ao avanço neoliberal!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s