Avaliar a reforma empresarial

As escolas de Washington estão sob suspeita desde 2011. Impulsionadas a produzir resultados pela reforma educacional empresarial, sob comando da popstar Michelle Rhee, regada a bônus de 8 a 10 mil dólares para professores e diretores, algumas escolas subiram seu desempenho meteoricamente. Matéria à época publicada pelo USA Today alertava para a possível fraude.

Diane Ravitch chama atenção para um importante estudo que está sendo conduzido pela National Academy of Sciences que propõe um delineamento de médio prazo para avaliar reformas educacionais e alerta para as conclusões precipitadas muito em voga.

Quem esteve ontem na reunião dos prefeitos em Brasilia, pode assistir a apresentação do sucesso obtido pelo pessoal de Foz de Iguaçu em suas escolas. Independentemente do possível mérito de Foz, o fato é que tais apresentações carecem de metodologia e de cuidados técnicos que permitam acompanhamento público. Mais ainda, são feitas no calor dos resultados obtidos sem que se observe se tais resultados são duradouros, que efeitos colaterais geram – sendo o mais comum o estreitamento curricular. Segundo o apresentador da experiência de Foz, antes de aprendia “artes”, agora se aprende “português e matemática”. O mais trágico é que continuamos a achar que nota alta é sinônimo de boa educação.

Independentemente do caso Michelle Rhee em Washington, o estudo é importante por chamar a atenção dos formuladores de política para a necessidade de estudos cuidadosos que mostrem realmente a eficácia de tais reformas. É um bom exemplo para se seguir.

Políticos odeiam estudos de media e longa duração. Vivem o dia de hoje e o imediato, o da próxima eleição. Mas os educadores profissionais têm que ter outra visão sobre tais reformas e as divulgações midiáticas que estão ao seu redor.

As Fundações, com seus polpudos orçamentos, bem podiam financiar estudos de média e longa duração, bem como a estruturação de metodologias para tais estudos.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Links para pesquisas, Reforma e Fraudes e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s