RJ: professores contra meritocracia

Os professores do RJ fizeram a diferença ao incluírem entre as reivindicações da categoria o fim da meritocracia e seu bônus. Este é o papel que se espera seja realizado pelos sindicatos: exigir salários dignos e não aceitar migalhas dadas na forma de bônus.

A proposta de implantar meritocracia  é defendida por economistas como Cláudio Ferraz da Faculdade de Economia da PUC-RJ:

— A qualidade da escola passa principalmente pela qualidade do professor. E uma das maneiras de melhorar é criar estímulos para os docentes. É algo que pode gerar insatisfação em parte da categoria, mas, se implementado de forma correta, funciona. É um avanço até no sentido de tornar a carreira mais atrativa para bons profissionais que acabam optando por outras áreas.

Já Luiz Carlos de Freitas, professor titular da Faculdade de Educação da Unicamp, questiona a ideia de se adotar um sistema típico de empresas privadas na rede pública de ensino:

— Uma escola não é uma pequena empresa. Não é como produzir sapato, parafuso, carro. Esse sistema não conta com evidência empírica consistente disponível que ateste a sua adequação para ambientes educacionais. É mais uma fé na iniciativa privada do que ciência.

Também defende a ideia de bônus o pró-reitor da Fundação Getúlio Vargas (FGV), André Brito:

— Pagar o mesmo salário aos professores indiscriminadamente é incentivá-los a dar aulas medíocres. Uma pessoa que está há anos se dedicando à profissão, preparando melhor suas aulas e atividades e buscando qualificação não pode ter o mesmo que um profissional que não tenha nenhuma dessas qualidades. Quando se fala em dinheiro, desempenho e avaliação, as pessoas começam a ficar espertas — justifica Brito, que tem acompanhado o andamento dessa política nos âmbitos municipal e estadual.

Leia toda a matéria aqui.

Estudos que refutam a tese da meritocracia podem ser encontrados aqui na seção “links para pesquisas”, na página “links” e na seção “meritocracia”.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Meritocracia e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s