Carta critica a UNESCO por mercantilização: assine

Docentes e pesquisadores de todo o mundo escrevem carta à UNESCO reclamando da mercantilização da educação.

“A UNESCO deve ouvir as vozes de professores e estudantes de todo o mundo que resistem à mercantilização da educação”.

Carta dirigida à diretora-geral da UNESCO em protesto contra a guinada economicista deste organismo internacional

Na sequência, publicamos a carta que 225 educadores, acadêmicos e pesquisadores do setor da educação de cerca de 30 países dos cinco continentes dirigiram à Dra. Irina Bokova, diretora-geral da UNESCO, na qual expressam:

1.- Uma aberta preocupação com a guinada economicista que tiveram eventos recentes da UNESCO, especialmente o Fórum Mundial de Educação realizado em Incheon, Coreia do Sul;

2.- O risco que contém para a perspectiva humanista e integral da educação o renovado protagonismo dos chamados “aliados” ou “parceiros estratégicos” expressados em instâncias financeiras e econômicas globais que se consideram habilitados para dirigir a agenda educativa mundial;

3.- A preocupação com o reduzido protagonismo que seguem tendo os idiomas castelhano e português nos eventos mundiais;

4.- A pouca participação de professores e pesquisadores da educação nos encontros educativos mundiais organizados pela UNESCO como o Fórum Mundial de Educação;

5.- A necessidade de trabalhar de maneira renovada para garantir o direito humano à educação para todos e todas, a educação pública, gratuita e de qualidade para todos e todas, assim como a recuperação de uma perspectiva da educação guiada pelas ciências pedagógicas e não pelas lógicas do mercado.

A carta é um apelo dramático para lutar contra o apagão pedagógico global. A carta circulou durante estes meses e, junto com as adesões que ainda houver, será entregue no marco da Conferência Geral da UNESCO, que acontecerá em novembro deste ano.

A carta é publicada por Rebelión, 14-07-2015. A tradução é de André Langer.

  Leia e assine a carta aqui.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Links para pesquisas, Meritocracia, Privatização, Responsabilização/accountability. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s