Servidores do INEP distribuem Nota Pública

Em reunião realizada no dia 21/03/2017, a Diretoria Colegiada da Associação dos Servidores do Inep, ASSINEP, decidiu manifestar-se através da seguinte Nota Pública a respeito do indicador conhecido como “ENEM por Escola”. Essa decisão foi anunciada pelo Ministro da Educação, em entrevista coletiva à imprensa, no último dia 10 de março.

Baixe aqui a integra da Nota dos servidores do INEP.

Na Nota, os servidores do INEP alertam para a possibilidade de substituição do ranqueamento que era feito pelo ENEM por outro, agora baseado no SAEB:

 “A decisão anunciada pelo Ministro, apesar de não ter sido discutida previamente com o conjunto dos servidores do Inep e de acontecer com atraso, está embasada nos mesmos argumentos defendidos por eles, amparados em critérios técnicos e nas boas práticas da avaliação educacional. No entanto, a Diretoria da ASSINEP preocupa-se com o fato de que essa decisão ter sido tomada ao mesmo tempo em que foi anunciada a ampliação do SAEB para todas as escolas, públicas e particulares, que ofereçam a 3ª série do Ensino Médio, podendo significar uma simples substituição do ranqueamento com base nos resultados do ENEM por um outro, agora baseado no SAEB.”

Salutar a preocupação dos técnicos do principal órgão de avaliação da educação brasileira. Lamentável que não tenham sido envolvidos na decisão.

Como os próprios técnicos explicam:

“Para a Diretoria da ASSINEP, os rankings não levam em consideração uma série de fatores que incidem sobre a aprendizagem e, consequentemente, sobre os resultados dos testes como, por exemplo, a seleção prévia dos estudantes para ingresso nas escolas, as diferentes possibilidades de aprendizagem extraescolares, as condições de estrutura e funcionamento das escolas. O foco estritamente nas notas impõe ao estudante toda a responsabilidade pelo seu desempenho nos testes, descartando as responsabilidades de outros atores e das condições em que as aprendizagens ocorrem. Por isso a importância de se divulgar, não somente os resultados dos testes, mas também as informações sobre o contexto em que esses resultados foram produzidos.

Não tenho a menor dúvida de que haverá mera substituição de ranqueamentos, a atual equipe que assumiu o MEC não respira sem ranqueamentos – lhes faltaria o ar, sem eles. Mais ainda, e muito provável que eles sejam usados para processos de controle meritocrático.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Enem, Links para pesquisas, Mendonça no Ministério, Prova Brasil, Responsabilização/accountability e marcado , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Servidores do INEP distribuem Nota Pública

  1. Maria Marismene Gonzaga disse:

    No meu ponto de vista, nenhum ranqueamento deve ser feito. Isso acaba com a construção do Projeto Político-Pedagógicos das escolas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s