O Ministro e os empresários: conversa franca

O Ministro da Educação, Mendonça Filho, participou na tarde desta sexta-feira, 24, de um encontro com empresários do setor industrial de Pernambuco para debater questões relativas à educação básica, profissional e técnica no estado. O encontro foi promovido pela Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe).

No encontro, Ministro e empresários tiveram uma conversa franca sobre o futuro de nossa juventude (a que é filho de trabalhador, claro), pois os filhos da elite vão para outras áreas de interesse (nunca técnico-profissional) e até mesmo para outras escolas que não são públicas (veja aqui quando a Finlândia é boa).

“Essinger afirmou que a Fiepe tem interagido mais com o setor industrial justamente para atender as necessidades da indústria pernambucana. “Nós precisamos fazer com que os filhos de nossos operários sejam, futuramente, bons profissionais, para que Pernambuco tenha realmente uma mão de obra de alta qualificação”, disse.”

Note bem: “fazer com que os filhos dos nossos operários (…) sejam bons profissionais (…) mão de obra de alta qualificação”. Para esta elite, a escola como os sociólogos já indicaram, deve reproduzir os filhos dos operários como filhos de operários e deve, por contraposição, reproduzir os filhos dos empresários como filhos de empresários. A reforma do ensino médio, caiu, é claro como luva e foi tema do encontro:

“Durante o encontro, o ministro Mendonça Filho defendeu a reforma do ensino médio e destacou que o maior interessado nela é o próprio estudante. “Ele terá muito mais chance e oportunidade de definir o seu itinerário formativo, seu caminho educacional e seu aprofundamento em termos de área de conhecimento, de acordo com sua vontade pessoal e sua vocação”.

Mas o real propósito da reforma foi logo revelado pelos empresários:

“Ricardo Essinger também aprovou as mudanças. “O novo currículo da educação básica vai melhorar bastante a parte da produtividade, do conhecimento e do raciocínio dos estudantes”, afirmou. “Educação é a base do desenvolvimento do nosso país.”

Veja matéria aqui.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Assuntos gerais, Mendonça no Ministério, Segregação/exclusão. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s