Punir Faculdades melhora a educação? (novo link)

A reforma empresarial da educação bolou um esquema “genial” para aumentar a qualidade da educação: instituiu provas para os estudantes realizarem nas escolas americanas e com isso, se os alunos falham nas provas, seus professores são considerados culpados (os salários são impactados).

Além disso, as faculdades que formaram estes professores são igualmente culpabilizadas e portanto, punem tais faculdades se o desempenho dos alunos não melhorar nas provas feitas nas escolas onde tais professores, formados por elas, estão empregados. Tudo devidamente calculado, semelhante “genialidade” não podia deixar de funcionar. Dezesseis estados americanos entraram neste esquema. Agora, estudos começam a mostrar que não é tão simples assim.

Como a besteira vai chegar por aqui, é melhor anotar. Em tempos de ENAMEB que, agora, já inclui “certificação” de professores, em tramitação no Congresso, não faltará aquele que procurará estabelecer uma relação entre o desempenho dos professores no Exame Nacional de Avaliação da Educação Básica – ENAMEB – e as Faculdades que os formaram.

Um novo estudo publicado: “Quanto a qualidade dos professores varia em função dos programas de preparação de professores? Reanálise de seis estados”, conduzido por Paul T. von Hippel e Laura Bellows, concluiu que:

“Nossos resultados mostram que as diferenças de qualidade dos professores entre a maioria das TPPs [Programas de Preparação de Professores] são insignificantes – .01 – 0.03 desvios-padrão nos resultados dos exames dos alunos – mesmo em estados onde diferenças maiores foram relatadas anteriormente.”

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Avaliação de professores, Links para pesquisas, Meritocracia, Responsabilização/accountability e marcado , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Punir Faculdades melhora a educação? (novo link)

  1. livredidatico disse:

    Isso é igual ao bônus instituído pelo governo de SP. São os tucanos de SP fazendo escola? Ou melhor, destruindo escola!

  2. GUILHERME VEIGA RIOS disse:

    Não consegui acessar e baixar o estudo “Quanto a qualidade dos professores varia em função dos programas de preparação de professores? Reanálise de seis estados”, conduzido por Paul T. von Hippel e Laura Bellows, Poderia enviar para o meu e-mail g.veigarios@gmail.com?

  3. Pingback: Boletim de Notícias: Governo regulamenta Lei de Ciência, Tecnologia e Inovação | Direto da Ciência

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s