Sandel: a  meritocracia é uma ideologia

“O filósofo e professor da Universidade de Harvard afirmou, em entrevista à TV 247, que a meritocracia não deve ser vista como um produto natural das relações humanas. A “arrogância meritocrática”, acompanhada da tendência em desprezar os mais pobres, gera um forte ressentimento na população geral. “Os poucos que chegaram ao topo passaram a acreditar que seu sucesso é obra deles próprios, e isso os levou a, como eu chamo no livro, uma espécie de arrogância meritocrática.”

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Meritocracia, Responsabilização/accountability, Segregação/exclusão e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s