Governo do Pará quer meritocracia

Postado originalmente na Uol em 30/4/2011

O Governo do Estado do Pará estuda adotar meritocracia nas escolas, através do pagamento de bônus para professores. O falido sistema usado em São Paulo, copiado de Nova York, onde foi interrompido em 2010, continua fazendo adeptos – alguns desavisados, outros claramente comprometidos com a ideia de transferir a lógica dos negócios para a educação.

A elaboração do Plano Nacional de Educação não pode desconhecer esta realidade que está acontecendo em vários estados e precisa deter esta onda meritocrática e privatista que destruirá o sistema público de educação brasileiro. O PNE não pode se omitir na matéria pois deixará espaço aberto aos reformadores empresariais da educação nos Estados e Municípios.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Meritocracia, Postagens antigas da UOL, Responsabilização/accountability e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s