MEC agora tenta fugir do prejuízo

 “O Ministério da Educação informou nesta quinta-feira (2) que não vinculará a concessão de diplomas de pós-graduação para professores à melhoria das turmas desses docentes. A pasta diz que tal condicionamento será decidido por Estados e municípios.”

Leia aqui.

Não adianta agora fugir do problema e transferí-lo para estados e municípios. Isso não livra o MEC da responsabilidade por ter criado um grave problema de indução de políticas absurdas de responsabilização sobre o professor.

É a mesma estratégia que usou com o INEP. Diz que não quer ranqueamento de notas dos testes e fornece os dados para os jornais ranquearem.

É indução de políticas erradas do mesmo jeito.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Avaliação de professores, Responsabilização/accountability. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s