FORUNDIR e ANFOPE divulgam Carta

Carta do Fórum de Diretores de Faculdades de Educação e da Associação Nacional pela Formação de Profissionais da Educação desenha a resistência a ser dada contra as ações da coalisão conservadora que assumiu o MEC e o próprio governo federal. Na mira da resistência e das lutas estão a privatização e a meritocracia, entre outras. A carta ainda não reconhece o governo interino de Temer como legítimo. Diz:

“Consideramos que a instabilidade institucional da atual conjuntura, desencadeada pelo processo de impeachment, que afastou temporariamente a Presidenta da República eleita Dilma Rousseff e anunciada pelos projetos do governo interino − que não reconhecemos como legítimo − abre um perigoso precedente para a retirada de direitos sociais, duramente conquistados, e para a instauração de processos autoritários e de perseguição aos movimentos organizados da sociedade.”

O documento propõe uma maior resistência e enfrentamento a processos de mercantilização da educação e a não subordinação a normas e regulações que visem à padronização curricular com objetivo de facilitar avaliação e ranqueamento de escolas na obtenção de maior grau de comparabilidade, ação necessária para produzir competitividade, com foco exclusivo nas demandas do mercado.

Ainda rejeita a adoção de sistemas de bonificação do trabalho docente atrelados ao desempenho do estudante, bem como recoloca a necessidade de destinação das verbas públicas exclusivamente para a educação pública (não privatizada).

Em relação à Base Nacional Curricular de formação de professores, o documento opta pelo fortalecimento das já existentes Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação de Pedagogia (2006) e das Diretrizes Curriculares Nacionais de Formação Inicial e Continuada de Profissionais do Magistério (2015), como instrumentos de resistência contra processos de desprofissionalização docente.

Leia todas as frentes de lutas elencadas na carta aqui.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Assuntos gerais, Meritocracia, Privatização e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s