Home School dos horrores

Diane Ravitch comenta o caso dos pais que acorrentaram os 13 filhos em casa nos Estados Unidos. Acabaram descobertos e estavam, na realidade, registrados como uma Homeschool – uma escola em casa. Em 14 Estados americanos os pais podem abrir uma escola em casa e não enviar seus filhos à escola pública, preenchendo apenas um formulário. Em 11 não precisam nem avisar o poder público. Isso ajudou a que se estabelecessem condições que facilitaram o delito.

A desregulação defendida pelo privatismo – tanto para as escolas privadas como para as escolas em casa conduzida pelos pais – deixa as crianças vulneráveis, como se viu no presente caso.

Leia mais aqui ou aqui.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Privatização. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s