Home School dos horrores

Diane Ravitch comenta o caso dos pais que acorrentaram os 13 filhos em casa nos Estados Unidos. Acabaram descobertos e estavam, na realidade, registrados como uma Homeschool – uma escola em casa. Em 14 Estados americanos os pais podem abrir uma escola em casa e não enviar seus filhos à escola pública, preenchendo apenas um formulário. Em 11 não precisam nem avisar o poder público. Isso ajudou a que se estabelecessem condições que facilitaram o delito.

A desregulação defendida pelo privatismo – tanto para as escolas privadas como para as escolas em casa conduzida pelos pais – deixa as crianças vulneráveis, como se viu no presente caso.

Leia mais aqui ou aqui.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Privatização. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s