Devagar com o “mito”

Votacao18Bolsonaro obteve 57 milhões e 700 mil votos dos brasileiros que compareceram às urnas. Está eleito e a regra do jogo é essa.

No entanto, outro dado não está recebendo a devida atenção: somando-se os votos da oposição, brancos, nulos e abstenção chegamos a assustadores 89 milhões e quinhentas mil pessoas.

Por um motivo ou outro, a grande maioria do povo brasileiro (89 milhões dos 147 milhões de brasileiros em condições de votar), não apoiou Bolsonaro. Só em abstenções, tivemos mais de 31 milhões de pessoas.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Assuntos gerais e marcado . Guardar link permanente.

9 respostas para Devagar com o “mito”

  1. João Silva disse:

    Prezado Prof. Freitas. Cabe frisar também que 75,74% não apoiou o Haddad, ou seja cerca de 111 milhões de eleitores. Independentemente da opinião sobre o Bolsonaro, agora temos que constantemente “inspecionar” e criticar o novo governo, quando necessário, para que o país não saia dos trilhos e que continuem com os investimentos em Educação. Att

    • Sim, mas não é ele o presidente. Não será ele a responder pelas políticas. O plano de Bolsonaro tem tudo para incomodar os 89 milhões e mais alguns dos que votaram nele. O impacto do liberalismo econômico não será pequeno. Abraço.
      Luiz

  2. João Borleon disse:

    Caro professor, a impressão que eu tenho é que a esquerda do Brasil torce contra o país. Querem que tudo dê errado, que afundemos mais e mais na miséria e pobreza, ficam achando um culpado pra o fracasso do PT, que na verdade roubou o país inteiro, de Norte a Sul ,de Leste a Oeste, o que todos precisam entender que o Brasil não quer mais o PT, simples assim. Ah , queremos que todos sejam punidos pelos crimes de corrupção inclusive o pior prefeito do Brasil.

    • Sei, João… E agora que você já afastou o PT do poder e não corre mais risco, o que vocês vão fazer mesmo?

      • João Borleon disse:

        Eu não afastei o PT do poder , foi o povo brasileiro que viu o que aconteceu no meio político podre, onde este partido ficou como o principal articulador da corrupção nos últimos anos. Claro que esses esquemas já existiam em outros partidos ,por isso eu disse que: “todos sejam punidos pelos crimes de corrupção” , neste caso, digo todos os partidos e políticos envolvidos nos esquemas de corrupção,inclui :PSDB, PP, PCdoB, PSOL, PDT e afins….O que vamos fazer é como sociedade civil : fiscalizar mais, estar mais envolvidos nos assuntos que dizem respeito a toda a nação brasileira, pois nesses últimos anos o povo brasileiro despertou pra o mal que a classe política tem feito a todo o país, fora as manifestações contra aquilo que for ameaçador ao país (Tudo começou em 2013) . E no como está escrito na nossa constituição :Art. 1, § 1 da Constituição Federal de 88 -l” Parágrafo único. Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição .”

      • Não foi o “povo”, foram 57 milhões em 147 milhões. Ainda sobraram 47 milhões que pensam diferente. O que você vai fazer com eles?

  3. Richard Pino disse:

    Vamos tentar construir um pais que saia da inercia e volte a progredir. Oque vejo , de verdade, eh uma geração de pessoas ente 40 e 50 anos perdidas nas cidades , sem empregos , ou com subempregos. Vejo um pais economicamente quebrado por falta de gestão seria e por hipocrisia politica. Não há sequer um exemplo positivo, na historia mundial, de gestão socialista , há, porém, dezenas de exemplos negativos. E os países com a economia e gestão mais liberal , são , curiosamente os de maior classe média e talvez os que tenham mias projetos de inclusão.
    O segredo não combater a desigualdade, mas a pobreza. O Brasil parece um pião tonto tentando maniqueisticamente rotular a economia de mercado e donos de capital de forma pejorativa , quando na verdade, e de forma tão antagônica quanto a própria sanidade humana, não há nada mais “socialista” que a bolsa de valores, sendo os donos de capital e empreendedores a melhor ferramenta para criação de empregos e pulverização da riqueza.
    A esquerda brasileira precisa fazer um reflexão e assumir que errou na leitura , não só da sociedade, mas da vida . Quem sabe assim, não conseguem participar da solução , ao invés de se manterem como o problema.

    • Então, isso não é nada democrático. Vocês não reconhecem o direito a pensar diferentemente. Querem pensamento único.
      As afirmações que foram feitas, não estão suportadas em dados. É pura ideologia. Lamento, agora a responsabilidade de colocar em prática o que prometeram é de vocês, não adianta colocar a culpa na esquerda. Já querem tirar o corpo na largada?

  4. João Borleon disse:

    Luiz Carlos de Freitas disse:
    29/10/2018 às 11:09 AM
    Não foi o “povo”, foram 57 milhões em 147 milhões. Ainda sobraram 47 milhões que pensam diferente. O que você vai fazer com eles? Volto a insistir eu não vou fazer nada , quem vai fazer o o novo presidente. No regime democrático a maioria vence, quem não foi votar não pode falar absolutamente nada a respeito,tem que aceitar , pois se abstiveram, teoricamente não concordavam com ninguém. O Bolsonaro deixou bem claro que vai governar para o Brasil, (Menos Brasilia e mais Brasil) ,ou seja , todos! E não para um minoria (bolsa empresários , político
    e familiares corruptos) como vinha acontecendo. Professor vamos esperar o melhor para o país, esse é o meu desejo e espero que seja o do senhor também. Obrigado pela oportunidade de conversar com o senhor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s