UNICAMP: prédio da Educação recebe nome de Paulo Freire

A Faculdade de Educação da UNICAMP promove nesta quarta-feira, 29 de maio, logo mais às 17 horas, em seu auditório principal, a cerimônia de nomeação do prédio principal daquela instituição o qual passa a chamar-se Professor Paulo Freire. Matéria em site da Faculdade apresenta a motivação:

A proposta de nomeação do prédio, foi oficializada no final de 2018 durante o “I Seminário de Pesquisas do Mestrado Profissional em Educação Escolar da FE/Unicamp”, e visa homenagear e reconhecer a contribuição do educador para a instituição, educação, cultura e a política no Brasil e no mundo.

“Paulo Freire tem sido alvo de movimentos ultraconservadores que intentam retirar dele o título de Patrono da Educação Brasileira. Por isso, a comunidade da Faculdade de Educação enfatiza que respeitar Paulo Freire é resguardar a História de personagens imprescindíveis que dedicam sua vida à luta por um mundo solidário, digno, justo, sustentável, por sociedades menos desiguais, democráticas e amorosas, pela extinção do analfabetismo e pela transformação social”, explica a professora Nima Spigolon, autora da proposta.

Na ocasião, foram recolhidas listas com mais de 650 assinaturas de alunos, docentes e funcionários da unidade e encaminhadas junto com a proposta para aprovação da Comissão de Pós-Graduação (CPG) e em seguida a mesma foi submetida e aprovada por unanimidade na 329ª reunião ordinária da Congregação da Faculdade de Educação, que ocorreu em 12 de dezembro de 2018.

“A Direção da FE vê com muita alegria a iniciativa e todo o movimento que foi gerado, pois é muito importante reafirmarmos o nome do professor Paulo Freire na educação brasileira e em especial na Faculdade de Educação da Unicamp”, comenta a professora e diretora da Faculdade de Educação, Dirce Zan.

Paulo Freire

Paulo Freire é considerado uma referência em Educação no Brasil e no mundo e foi docente da Faculdade de Educação da Unicamp após o retorno do seu exílio político no início dos anos 1980 até meados de 1990.

“A produção teórica e leitura de mundo de Paulo Freire, comparecem aliadas à prática de professor, pesquisador e gestor numa postura dialógica, participativa e conscientizadora que vislumbrou uma sociedade menos desigual, menos violenta e mais amorosa”, afirma a professora e diretora-associada da Faculdade de Educação, Débora Mazza, ex-aluna de Paulo Freire.

Professor, pesquisador e gestor, Freire foi laureado com 41 títulos de Doutor Honoris Causa em diversas universidades mundiais, e foi professor Emérito em cinco universidades, incluindo a Universidade de São Paulo (USP) e Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Também foi agraciado com o prêmio da UNESCO de Educação para a Paz em 1986.

O seu livro, “Pedagogia do Oprimido” de 1968 é a terceira obra literária mais citada em toda a literatura da área das Ciências Humanas, conforme aponta pesquisa realizada por Elliott Green, pesquisador associado à London School of Economics. Em 2012 foi declarado Patrono da Educação Brasileira.

Matéria de Fabiana Alves, no site da FE-UNICAMP.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Assuntos gerais. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s