Máfia de ONGs operava em creches paulistanas

A privatização da educação nem começou para valer e os esquemas fraudulentos que usualmente acompanham a entrega da educação ao setor privado já estão operando desviando milhões de reais.

170 milhões de reais deixaram de ser investidos em escolas públicas de gestão pública e foram repassados para ONGs administrarem creches. Destes, pelo menos 10 milhões já foram identificados como fraude até agora, sem contar a sub-contratação de laranjas.

Leia aqui.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Escolas Charters, Privatização, Reforma e Fraudes e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s