SP: brincando com a saúde dos outros

Enquanto o Partido Novo e o PSDB disputam quem é mais duro com o sindicalismo, que ameaça com paralização dos professores se o Estado de São Paulo retornar às aulas, o Reino Unido afirma que:

“Mais de 100 crianças já estão indo parar nos hospitais do Reino Unido a cada semana com uma síndrome rara que está aparecendo em alguns dos pequenos pacientes semanas após serem infectados por coronavírus, de acordo com informações do jornal britânico The Guardian. Trata-se da Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P), um conjunto de reações do sistema imunológico.” 

Leia mais aqui.

De fato, não sabemos quais sequelas o vírus pode deixar nas crianças que se contaminem.

Mas “o governo de São Paulo afirma que descontará do salário dos professores as eventuais ausências deles no trabalho a partir de hoje, quando está prevista a volta das aulas presenciais no Estado.”

Leia mais aqui.

A volta às aulas configura-se em uma ameaça tanto a professores como às crianças, especialmente das camadas menos favorecidas.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Assuntos gerais, Doria no Estado de SP e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s