Abrinq reage, entidades educacionais continuam caladas

Postado originalmente na Uol em 28/08/2011

Coube à Abrinq romper o silencio em um exemplo do que deveriam estar fazendo as entidades da área educacional e sindical. Se há argumentos de legalidade quanto ao constrangimento que as placas do IDEB na escola podem causar aos jovens, há muito mais razões educacionais para sermos contra a medida. É hora das entidades educacionais se manifestarem. O eixo Ronaldo Caiado/Gustavo Ioschpe precisa ser enfrentado.

A Fundação Abrinq – criada no ano de promulgação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) – divulgou nota em alerta em que alerta aos governos para a inconstitucionalidade do Ideb na porta da escola. A ONG fará campanha contra proposta em estudo na Câmara dos deputados e já em vigor em algumas cidades de colocar uma placa na porta da escola expondo o resultado da unidade na avaliação.

Continue lendo em:

http://ultimosegundo.ig.com.br/educacao/fundacao+abrinq+fara+campanha+contra+ideb+na+porta+da+escola/n1597177474170.html

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Assuntos gerais, Ideb, Postagens antigas da UOL e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s