Ações de resistência contra os testes de alto impacto

Postado originalmente na Uol em 12/06/2010

Existem algumas ações de resistência a este uso inadequado da avaliação que podem ser tomadas de imediato no Brasil. Elas não vão deter a onda dos testes de alto impacto, pois este movimento está ancorado na indústria dos testes e em interesses políticos e ideológicos que veiculam uma determinada concepção de educação que retoma o movimento tecnicista, o enfoque behaviorista e  o movimento dos objetivos operacionais – lembram-se? – mas podem criar algumas dificuldades e ajudar a mobilizar em torno da questão:

1. Acho imprescindível que se crie um código de ética que coloque limites no uso de testes de alto impacto.  Isso existe nos Estados Unidos. Não resolve, mas permite questionar os abusos. Sem este limite o campo fica livre para o mercado e para os governos. O código fixa responsabilidades para quem desenvolve testes, a chamada indústria dos testes; para quem usa, por exemplo, os governos, em pelo menos quatro áreas: Desenvolvimento e seleção de testes apropriados; Administração e pontuação dos testes; Relatório e interpretação dos resultados dos testes e Informação aos usuários. É interessante também a posição da AERA – a ANPED dos americanos – sobre o uso de testes de alto impacto.

2. Acho que é importante que se crie um GT sobre Avaliação Educacional na ANPED que se dedique ao exame do tema com a gravidade que ele merece. Não podemos deixar que associações de avaliação independentes da área educacional, se coloquem como únicas interlocutoras na temática. Elas tenderão a fazer isso marcadas pelos interesses do mercado de produção de testes e/ou pelos políticos de turno nas Secretarias de Educação, os quais são os clientes da referida indústria.

Ficam aí as sugestões para que a ANPED tome tanto a questão do código de ética como a questão do GT para análise.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Assuntos gerais, Links para pesquisas, Postagens antigas da UOL e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s