SP: Secretário diz que tem vergonha

O Secretário da Educação do Estado de São Paulo disse hoje que tem vergonha dos números da educação paulista. É o maior atestado de incompetência que o próprio Secretário passa a si mesmo, que está há cinco anos à frente da educação paulista, e ao seu partido, o PSDB, que está há mais de 20 anos no governo.

O que fracassou no estado de São Paulo é a política dos reformadores empresariais da educação do PSDB que vem orientando a educação nos últimos vinte anos. A razão é a mesma que explica o fracasso americano no NAEP deste ano, ou seja, a utilização desta política educacional que pressiona as escolas, corrompe os próprios indicadores com sua associação a bônus, e atrela o que se ensina a exames, fazendo com que as escolas gastem tempo preparando os estudantes para passar nos testes. Confunde aumento nas médias de testes com qualidade da educação. Mesmo assim, as notas do SARESP, das quais o Secretário tem vergonha, produzidas pela política dele, não melhoraram. Há seis anos atrás as notas eram melhores do que são hoje.

Devia o Secretário refletir sobre o fracasso destas políticas e substituí-las por outras mais adequadas e não recomendar mais do mesmo. No entanto, curiosamente, o Secretário ao mesmo tempo que reconhece o fracasso das suas políticas promove o aprofundamento do que não funcionou e prepara um plano de privatização para a educação paulista que está em sua fase inicial conhecida como “reorganização”, feito com consultorias privadas pagas por empresários paulistas.

Neste momento o número de escolas ocupadas no estado ampliou para 178 escolas.

Também no dia de hoje houve boicote às provas do SARESP nas escolas ocupadas ou não. O movimento foi organizado pelos alunos pelas redes sociais.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Reorganização escolas em São Paulo e marcado . Guardar link permanente.

Uma resposta para SP: Secretário diz que tem vergonha

  1. marina marques de Arruda disse:

    Os alunos que vem ocupando as escolas públicas de São Paulo nos tem presenteado com uma aula de cidadania. Isso aos meus olhos vem demonstrar que os professores e os alunos trabalharam muito bem currículo cujo tema é uma escola onde pais, filhos e professores lutam juntos por uma escola escola pública que acolhe juntos idades diferentes para um aprendizado mais humanizado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s