Chile restringe ranqueamento

Chile restringe divulgação de notas da Prova de Seleção Universitária, algo parecido com o nosso ENEM ou vestibulares. Agora os dados serão públicos somente se as escolas concordarem. Isso evitará os ranqueamentos.

Países que experimentaram os efeitos negativos dos ranqueamentos alinham-se contra a mania de testes e ranqueamentos. As reações contrárias à limitação logo apareceram:

“O Departamento de Avaliação, Medidas e Registros restringiu informações sobre os resultados do PSU para evitar comparação entre os distintos colégios. A partir de agora, os pais somente poderão ter acesso aos dados das escolas se estas decidem torná-los públicos. Especialistas em Educação criticam a medida que evitará os ranqueamentos. Dizem que os pais têm o direito de conhecer o rendimento dos colégios.”

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Enem, Meritocracia, Responsabilização/accountability. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Chile restringe ranqueamento

  1. Pingback: CHILE RESTRINGE RANQUEAMENTO | Grupo de Estudos e Pesquisa em Avaliação e Organização do Trabalho Pedagógico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s