Fini: sem punição na medicina

A presidente do INEP falou sobre o novo exame a ser aplicado aos estudantes de medicina, estruturado ainda na gestão de Aloisio Mercadante. A concepção que transparece é mais avançada do que a prevista antes.

Na versão Mercadante, o aluno que não fosse aprovado no exame de 6º ano não poderia receber o diploma e nem prosseguir com a residência médica, agora, haverá uma separação entre o processo de avaliação de qualidade e o processo de avaliação para entrada na profissão. Correto.

Segundo Fini:

“A nota do exame também não deve ser um “critério” para a residência médica, mas uma “referência de qualidade”, afirma Fini, questionada sobre o projeto em estudo. Também não haverá “caráter punitivo” ressalta ela. “Não será nada que possa constranger os alunos e os cursos a que eles pertencem. Não há perspectiva de punição nem mesmo de reter o aluno na instituição”, diz.”

Leia matéria aqui.

Maria Ines Fini participou da criação do ENEM e o fez com a finalidade de avaliar a ensino médio, foi durante os governos do PT que ele se converteu em processo seletivo para ingresso na Universidade. Dupla finalidade para um mesmo exame. Resultado: sobrou só a última, é fundamentalmente visto, hoje, como um processo seletivo. Quando repercute no ensino médio o faz gerando treino para a prova como o portal Hora do ENEM.

Para completar, o PNE ainda incluiu como estratégia universalizar o ENEM o que pode significar sua obrigatoriedade para terminalidade no ensino médio. Uma bobagem que já produziu problemas em outras partes.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Mendonça no Ministério, Responsabilização/accountability. Bookmark o link permanente.

5 respostas para Fini: sem punição na medicina

  1. Renato B. disse:

    Quando será que vamos abandonar essa obsessão por avaliações que começam como instrumento de pesquisa e acabam virando um fim em si mesmo? Um dia desses li uma matéria do Peter Gray sobre os efeitos nocivos do GPA (o provão americano) e a criatividade e inovação dos alunos. http://www.psychologytoday.com/blog/freedom-learn/201604/inverse-relationship-between-gpa-and-innovative-orientation.

  2. Juliana Vital disse:

    Prezado professor Luiz Carlos, bom dia.

    Sou produtora do Jornal da Manhã da rádio Jovem Pan da cidade de Feira de Santana, na Bahia. Gostaríamos de saber sobre sua disponibilidade para nos ceder entrevista via telefone, sobre o plano nacional de educação. A Bahia como em todo o país não atingiu as metas, e em nossa cidade a preocupação é ainda maior pelas dificuldades com a formação de profissionais, com o currículo e com a estrutura das escolas. Mas o que mais preocupa? O currículo ou a falta de estrutura?
    O jornal da manhã vai ao ar de segunda à sexta, das 7h às 8h da manhã.
    Em tempo, solicitamos um contato de telefone para nos falarmos melhor.

    Desde já agradecemos.

    Ps: Enviamos esta mensagem por e-mail também.
    Sds,

    Juliana Vital –
    Jornalista DRT 4357/BA
    whats app 75) 988425132

    Equipe Jornal da Manhã
    Rádio Jovem Pan Feira de Santana
    (75) 9 9110-5011

  3. Van disse:

    Bom dia, Luiz Carlos!

    Apenas alguns esclarecimentos.

    A utilização dessa avaliação para ingresso na residência não foi invenção do Mercadante, ela aparece nas novas DCN da medicina (2014), art. 36, parágrafo 1º: “A avaliação de que trata este artigo é de caráter obrigatório, processual, contextual e formativo, considerando seus resultados como parte do processo de classificação para os exames dos programas de Residência Médica (…)”. O anúncio dessa avaliação como exame de ordem, sim, foi invenção do Mercadante, entretanto isso não aparece em nenhum documento legal relativo a essa avaliação (lei do mais médicos, DCN da medicina e portaria MEC 168).

  4. Pingback: Aumento de doutores no Brasil é boa notícia? | Direto da Ciência

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s