Fundos de investimento entram na educação

Inova BH é uma empresa da Odebrecht Participações que gerencia PPPs (Parcerias Público-privadas) em Belo Horizonte fazendo obras e outros serviços de operação e funcionamento de unidades na rede municipal. Foi vendida para o 3G Fundo de Investimentos. Com isso entra na roda viva do lucro dos fundos. Há algum tempo, a Tarpon, outro fundo de investimento, adquiriu o controle da Abril/Somos Educação (veja aqui).

Segundo a Forbes:

“Na avaliação da autarquia [CADE], a operação não gera preocupações concorrenciais porque “representa a entrada do 3G nos mercados de prestação combinada de serviços de apoio, não pedagógicos, a instituições educacionais” e a aprovação cabe ao município de Belo Horizonte, onde a Inova opera.

“Ainda segundo parecer no site do Cade, as atividades da Inova abrangem serviços gerais de lavanderia e rouparia, help desk, operação reprográfica, segurança, higiene e limpeza, manutenção e provisão de utilidades de energia, manutenção e construção predial e de ativos, provisão de equipamentos e mobiliário, jardinagem e controle de pragas.”

Ou seja, aos poucos a educação brasileira vai sendo transferida para a esfera do lucro.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Assuntos gerais, Privatização e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s