Alckmin 18: vem aí mais privatismo (atualizado)

A Folha de São Paulo traz hoje uma entrevista com Persio Arida, da era FHC e provável futuro Ministro da Fazenda de G. Alckmin (PSDB), candidato a presidente nas próximas eleições. A orientação privatista do programa é apresentada nesta entrevista. Para Persio, é necessário uma “desconstitucionalização” de gastos para que a gestão da economia não fique “engessada”, evidenciando que, para o “mercado”, o que se fez na gestão Temer, cortando gastos em saúde e educação através de MP, ainda é insuficiente.

“Um aspecto muito importante, que estamos discutindo no partido, é a desconstitucionalização de alguns assuntos. Seria uma proposta de emenda que tiraria da Constituição alguns itens para deixá-los em leis complementares, sem mudar o mérito de nada.”

Sua visão privatista em relação à saúde e educação – gastos que deverão ser desconstitucionalizados e transferidos para legislação complementar, mais fácil de ser alterada – é claramente formulada na entrevista:

“Para o estudante, não importa quem construiu a escola. Para quem vai ao hospital, não importa se o médico é funcionário público ou trabalha para uma organização social contratada para gerir o hospital. O que as pessoas querem é ser bem atendidas.”

Ainda está nas preocupações do articulador de Alckmin estabelecer metas a serem atingidas pela educação a serem alcançadas nas avaliações internacionais como o PISA.

Leia a íntegra aqui.

A afirmação parte da ideia de que o serviço público jamais poderá dar uma boa atenção às pessoas e desconhece todas as mazelas associadas à operação de organizações sociais tanto no Brasil como no exterior. Ver também vídeo CPI das organizações sociais.

***

Em entrevista posterior, no dia 8-05, Alckmin esclareceu a posição de Arida sobre gastos sociais e negou que queira retirar da Constituição artigos que preveem gasto mínimo em áreas sociais como saúde e educação. Segundo ele, Persio Arida foi mal compreendido. Alckmin defendeu o papel do Estado, mas não negou as ideias de privatização veiculadas por Arida.

Leia aqui.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Assuntos gerais, Fraudes em privatizações, Privatização e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s