Alckmin 18: vem aí mais privatismo (atualizado)

A Folha de São Paulo traz hoje uma entrevista com Persio Arida, da era FHC e provável futuro Ministro da Fazenda de G. Alckmin (PSDB), candidato a presidente nas próximas eleições. A orientação privatista do programa é apresentada nesta entrevista. Para Persio, é necessário uma “desconstitucionalização” de gastos para que a gestão da economia não fique “engessada”, evidenciando que, para o “mercado”, o que se fez na gestão Temer, cortando gastos em saúde e educação através de MP, ainda é insuficiente.

“Um aspecto muito importante, que estamos discutindo no partido, é a desconstitucionalização de alguns assuntos. Seria uma proposta de emenda que tiraria da Constituição alguns itens para deixá-los em leis complementares, sem mudar o mérito de nada.”

Sua visão privatista em relação à saúde e educação – gastos que deverão ser desconstitucionalizados e transferidos para legislação complementar, mais fácil de ser alterada – é claramente formulada na entrevista:

“Para o estudante, não importa quem construiu a escola. Para quem vai ao hospital, não importa se o médico é funcionário público ou trabalha para uma organização social contratada para gerir o hospital. O que as pessoas querem é ser bem atendidas.”

Ainda está nas preocupações do articulador de Alckmin estabelecer metas a serem atingidas pela educação a serem alcançadas nas avaliações internacionais como o PISA.

Leia a íntegra aqui.

A afirmação parte da ideia de que o serviço público jamais poderá dar uma boa atenção às pessoas e desconhece todas as mazelas associadas à operação de organizações sociais tanto no Brasil como no exterior. Ver também vídeo CPI das organizações sociais.

***

Em entrevista posterior, no dia 8-05, Alckmin esclareceu a posição de Arida sobre gastos sociais e negou que queira retirar da Constituição artigos que preveem gasto mínimo em áreas sociais como saúde e educação. Segundo ele, Persio Arida foi mal compreendido. Alckmin defendeu o papel do Estado, mas não negou as ideias de privatização veiculadas por Arida.

Leia aqui.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Assuntos gerais, Fraudes em privatizações, Privatização e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s