EAD: em Nova York pais enviam carta ao governador

Diane Ravitch divulga carta dos pais de estudantes do estado de Nova York enviada ao governador Cuomo. A manifestação ocorreu apenas alguns minutos depois da divulgação de que o governador havia pedido a Bill Gates e sua Fundação para ajudar a “reimaginar” a educação em Nova York após a pandemia. Os movimentos organizados de pais responderam com um sonoro NÃO!

O estado de Nova York concentra um dos maiores movimentos de pais contra a reforma empresarial da educação nos Estados Unidos, e lidera com o movimento “opt-out” que orienta os pais a não permitirem que seus filhos participem dos testes de larga escala estaduais que são censitários. Aqui está a carta pública deles:

5 de maio de 2020

Ao governador Cuomo:

Como educadores, pais e membros do conselho escolar, ficamos horrorizados ao saber que você trabalhará com a Fundação Gates para “reimaginar” nossas escolas após a crise do Covid. Bill Gates e a Fundação Gates promovem uma após outra iniciativa educacional fracassada, causando enorme descontentamento nos distritos de todo o estado.

Seja o esforço arrogante da Fundação Gates na elaboração dos inválidos padrões do Common Core [Núcleo Comum Curricular], seja a  avaliação não confiável de professores vinculada a resultados de testes ou a coleta de dados que viola a privacidade dos estudantes por meio da corporação empresarial conhecida como inBloom Inc., a educação de nossos filhos tem sido colocada em risco repetidamente por suas “soluções” não baseadas em evidências, que foram implementadas sem a participação dos pais, apesar da significativa oposição pública. Como você se lembra, essas políticas também desencadearam um enorme movimento de retirada dos estudantes das avaliações em todo o estado, com mais de vinte por cento dos estudantes elegíveis se recusando a fazer tais exames estaduais.

Pedimos que você ouça os pais e professores em vez de permitir que a Fundação Gates implemente sua agenda educacional prejudicial mais uma vez. Desde que as escolas foram fechadas em meados de março, nossa compreensão das profundas deficiências da instrução on line só aumentou. O uso da tecnologia educacional pode ter seu lugar, mas apenas como um acessório para a aprendizagem presencial, não como um substituto. Juntamente com muitos outros pais e educadores, nos opomos fortemente que a Fundação Gates influencie a direção da educação no estado, expandindo o uso da tecnologia educacional.

Em vez disso, solicitamos que você financie nossas escolas de maneira adequada e equitativa, para permitir salas de aula com menos estudantes, conselheiros escolares e outros serviços críticos de que nossos filhos precisarão mais do que nunca, dadas as inúmeras perdas sofridas neste ano.

Com os melhores cumprimentos,

New York State Allies for Public Education

Class Size Matters

Parent Coalition for Student Privacy

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Privatização, Responsabilização/accountability, Segregação/exclusão e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para EAD: em Nova York pais enviam carta ao governador

  1. Pingback: EAD: em Nova York pais enviam carta ao governador – Grupo de Estudos e Pesquisa em Avaliação e Organização do Trabalho Pedagógico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s