MEC quer esterilizar as Universidades

Coerente com seu projeto político, não satisfeito em destruir a produção de ciência nas Universidades, o MEC do ministro Milton Ribeiro quer também esterilizar as Universidades e impedir manifestações político-partidárias no interior destas. Trata-se de requentar velhos conflitos como forma de mobilizar a base de apoio do governo e tirar o foco da péssima administração da pandemia pelo governo federal.

A indicação de Milton Ribeiro se deu mais pela sua condição de pastor que confere ao ministro credibilidade perante o governo – depois da concordância da ala tradicionalista do conservadorismo que se associou em 2018 ao neoliberalismo e configurou o atual governo. É um projeto de destruição do Estado para impulsionar a privatização, criando instrumentos de acesso a recursos públicos pelas escolas e universidades confessionais-religiosas. A prova disso está em 8.900 obras paralisadas pelo país, no campo educacional; um baixo exercício fiscal que não consegue gastar nem a verba que dispõe e, agora, pela tentativa de calar a oposição nas universidades. Sobre seu desempenho, nem mesmo o Todos pela Educação conseguiu encontrar sua atuação positiva.

Em novo episódio um ofício foi encaminhado por um procurador do MPF, a pedido da Corregedoria do MEC, às Instituições Federais de Ensino que diz:

“A utilização de dependências físicas, o uso de bens móveis ou imateriais, para a promoção de eventos, protestos, manifestações, etc de natureza político-partidária, contrários e favoráveis ao governo, caracteriza imoralidade administrativa.”

A oposição entrou com representação junto à Procuradoria Geral da República solicitando que a atitude do MEC seja investigada em inquérito civil.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Assuntos gerais e marcado , . Guardar link permanente.

2 respostas para MEC quer esterilizar as Universidades

  1. renataburgo84 disse:

    Sempre tão claro em suas reflexões professor! Muito obrigada por contribuir com a educação em seu blog!

  2. FREELULAINNOCENT disse:

    ESSE PROJETO IMPLICA QUE OS PROFESSORES E ALUNOS NÃO POSSAM NEM COMENTAR SOBRE AS SUAS OPÇÕES IDEOLÓGICAS … FALAR É BEM DIFERENTE DE “IDEOLOGIZAR CONTEÚDOS” OU “DOUTRINAR” COMO QUEREM FAZER CRER !

Deixe uma resposta para FREELULAINNOCENT Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s