Corretíssimo, Ministro.

Postado originalmente na Uol em 8/07/2011

O Ministro Fernando Haddad está corretíssimo ao não tomar como referência o exame da OAB para avaliar cursos de Direito. Afinal existe um sistema próprio de avaliação do ensino superior muito mais sofisticado do que o da OAB e que vai além de medir o conhecimento do aluno. Anotemos porque a mídia tentará fazer o mesmo quando o ENEM dos Professores em 2012 for realizado. A lógica deveria ser a mesma – avaliar o candidato não é avaliar a instituição.

Ministro diz que lista da OAB não serve para avaliar cursos de direito

O ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou hoje que o ofício recebido da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que inclui 90 faculdades que não aprovaram nenhum estudante no último Exame de Ordem, servirá apenas como subsídio.

Continue lendo em:

http://www.conjur.com.br/2011-jul-07/lista-oab-nao-serve-avaliar-cursos-direito-haddad

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Assuntos gerais, Avaliação de professores, Fernando Haddad no Ministério, Postagens antigas da UOL, Responsabilização/accountability. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s