Valor agregado na avaliação do professor: novo livro questiona

Novo livro questiona o uso de técnicas de medição baseadas em observação e em valor agregado para avaliar o desempenho de professores. Muito em voga nos Estados Unidos, esta tecnologia tem sido criticada por estatísticos e matemáticos, bem como pelos educadores.

Eis um breve resumo:

Na sequência da recente grande reforma da escola chamada Race to the Top, escolas, professores e alunos estão cada vez mais sendo avaliadas através de pontuações de testes de desempenho de alto impacto feitas pelos alunos. Em seis capítulos concisos, Teacher and Student Evaluation explora a origem histórica e o cenário atual da responsabilização na educação americana, e os atuais modelos de avaliação de professores. Os autores fornecem sugestões realistas e úteis para responder às exigências de responsabilização correntes.

Os autores exploram as preocupações metodológicas e implicações políticas da utilização de medidas de observação e de valor agregado para tomar decisões de alto impacto. Depois de chegar à conclusão de que essas práticas contemporâneas de avaliação são falhas, Alyson Lavigne e Thomas Boas oferecem soluções possíveis para a avaliação atual e futura dos professores.

Para acessar o site clique aqui.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Avaliação de professores, Links para pesquisas e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s