MEC: a cereja do bolo

Para coroar a indicação de Cid Gomes para o Ministério da Educação somente a agora divulgada nomeação de Manuel Palácios para a Secretaria de Educação Básica do MEC. A nomeação deve ser publicada nos próximos dias no “Diário Oficial” da União. O docente substituirá Maria Beatriz Luce, atual titular da secretaria. A área é responsável pela construção da Base Nacional Comum curricular para a educação básica.

Os reformadores empresariais da educação ocupam, com esta indicação,  mais uma posição no MEC. Além do próprio Cid Gomes, o INEP já era ocupado por um simpatizante desta vertente. Juntos, certamente, levarão adiante a política dos reformadores.

Palácios é graduado em Engenharia de Telecomunicações pelo IME (Instituto Militar de Engenharia), e possui mestrado e doutorado em Ciências Sociais pelo Iuperj (Instituto Universitário de Pesquisas do Rio). Sua trajetória acadêmica, no entanto, é focada na área de educação. Seu currículo inclui, por exemplo, pesquisas sobre criação de indicadores de qualidade da educação básica e gestão escolar.

Em 2013, foi orientador de mestrado profissional da atual vice-governadora do Ceará, Izolda Cela (Pros), ex-secretária de Educação do Estado na gestão de Cid Gomes e que também foi Secretária de Educação em Sobral (CE) quando Cid Gomes foi Prefeito.

Manuel é um dos coordenadores gerais do CAED na Universidade Federal de Juiz de Fora, responsável por prestação de serviço na área de avaliação educacional em vários estados e municípios. Tem portanto transito livre na indústria educacional.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Cid no Ministério, Meritocracia, Privatização, Responsabilização/accountability. Bookmark o link permanente.

4 respostas para MEC: a cereja do bolo

  1. sergioamoura disse:

    Parece ser o início do fim… a perspectiva do caos e a promessa de mais turbulências no cenário das políticas. #vaisóvendo

  2. Raquel disse:

    Estamos com as portas abertas para a literal privatização da educação!Que pena.

  3. Pingback: Educação infantil: antecipar escolarização é crime | Casa do Brincar

  4. É só desgraça! Por que tanta desgraça? (Poderia ser título de documentário – plagiando o “por que pobreza?”) Incompetência do MEC (dos ministros advogados, engenheiros, …) em apresentar um plano de educação que realmente mobilizasse as bases na defesa de uma política educacional consistente para o setor (não esquecendo que boas políticas foram tb implementadas – aumento de vagas na Universidade pública, programas como escola de gestores, bolsas de iniciação à docência, entre outros – mas de realmente mobilizador das bases)? Política de alianças? Falta de reforma política? Financeirização de tudo? Avanço da individualização nas relações sociais e certo “apoio” construído na alma de quem vê o mundo pela mídia ultra direita à mercoescola? Se somássemos o tempo que todos os que têm alguma coisa consistente a fazer e a dizer sobre a educação terão que gastar neste governo para fazer o contraponto às políticas que (por fim) piorarão o cenário educacional aí sim temos um desperdício de tempo, de produtividade e de talentos. Êta dificuldade…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s