SP: a escola é da comunidade

Uma decisão inédita da Câmara Especial do Tribunal de Justiça de São Paulo suspendeu o fechamento da Escola Estadual Braz Cubas, em Santos (SP). O encerramento das atividades no local faz parte do plano de reorganização das escolas do governo estadual.

“A Defensoria Pública de São Paulo argumenta que a escola é referência na educação inclusiva de crianças e adolescentes com deficiência e que a decisão de fechá-la foi determinada sem esgotar as possibilidades de mantê-la em funcionamento.”

Como noticiamos antes, estudantes agora ocupam 25 escolas estaduais em protesto contra a reorganização escolar que será implantada, em janeiro de 2016, pela Secretaria de Educação. O levantamento é do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial no Estado de São Paulo (Apeoesp) e da UNE.

Veja aqui o mapa das ocupações.

Baseado em estudo simplório sobre a supremacia das escolas de ciclo único, a Secretaria embarcou em uma desorganização do sistema estadual de ensino, sem considerar outros fatores como nível socioeconômico das crianças, fatores logísticos das famílias (transporte, localização, proximidade cultural, comunidade envolvida), número de estudantes com necessidades especiais, rompendo uma máxima da educação pública: “a escola é da comunidade”. Além disso, o estudo expôs o governador que, sem ter a dimensão da precariedade do mesmo, usou suas conclusões para justificar a reorganização. Um desastre.

Quanto mais próxima da comunidade e quanto maior a identificação desta com a sua escola, maior a possibilidade de integrar-se família e escola, algo que é vital para a qualidade da educação.

Estudantes, pais, professores e movimentos sociais estão certos ao defenderem suas escolas. Elas guardam e inspiram memórias da comunidade.

Mesmo que a Secretaria mantenha a decisão, a proposta já está comprometida pelo clima de insatisfação e não adesão que vigora nas comunidades e escolas. Sem adesão, não haverá sucesso. A melhor decisão que a Secretaria pode tomar é suspender a medida e abrir amplo processo de negociação.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Reorganização escolas em São Paulo. Bookmark o link permanente.

2 respostas para SP: a escola é da comunidade

  1. silvio de souza disse:

    Prezado professor Luiz Carlos de Freitas, sou professor da rede pública estadual desde 5 de outubro de 1988. Exatos 28 anos.
    Há tempos abandonei a perspectiva de uma educação para o amanhã e passei a adotar o lema de uma educação para o hoje. Assim como cada vez mais simpatizo com a ideia de que a democracia repreentativa é muito limitada.
    Nossos estudantes, ao defenderem a Escola Pública, defendem um conjunto de bandeiras e causas fundamentais em um Estado Democrático de Direito e que todos nós deviamos apoiar.
    Leciono na zona leste da cidade de São Paulo, mais precisamente em Itaquera.
    Em nossa região a proposta do governo é fechar totalmente duas escolas, EE SAlvador Allende e EE Inácio Monteiro III, e pasmem, fechar nove períodos noturno. Isso mesmo, na diretoria de ensino Leste 3 nove escolas deixarão de ter o período noturno. Em algumas regiões os números são assustadores – Leste 2 – 19 escolas fecharão o noturno; Guarulhos – 33 escolas fecharão o noturno.
    Trata-se de um ataque brutal ao direito dos alunos trabalhadores e comunidade em geral e pouco se tem falado nisso, pois o foco ficou nas escolas totalmente fechadas, no entanto o número de escolas que fecham o noturno é muito grande e as consequências serão ainda mais graves.
    Cada sala de aula, período ou escola fechada abre para o mercado a possibilidade de abertura de uma sala, período ou escola. Uma verdadira privatização da Escola Pública.

  2. Rosangela APM disse:

    Fechar escolas será sempre a vergonha de uma nação , enquanto governos despreparados e que não acreditam na educação estiverem dominando. É hora do basta!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s