USA: rede conclama boicote nacional aos testes

A Rede pela Educação Pública conduzida por Diane Ravitch, nos Estados Unidos, lançou uma campanha nacional para que os pais retirem suas crianças dos testes padronizados e as impeçam de fazê-los. Segundo esta organização:

“Os testes não têm valor de diagnóstico. Eles são usados para classificação e pontuação dos alunos, professores e escolas, mas não fornecem informações para ajudar os professores ou alunos. Eles são inúteis.

Eles consomem uma quantidade absurda de tempo. Os filhos gastam mais tempo fazendo testes do que os exames legais.

Os testes têm uma exigência absurdamente alta de aprovação, o que garante que a maioria dos alunos irá falhar.

Os testes não ajudam as crianças. Eles prejudicam as crianças. Nós não sabemos como medir o que mais importa.”

Veja nota completa da associação aqui.

No ano passado, mais de meio milhão de pais americanos, retiraram seus filhos dos exames padronizados nos Estados Unidos.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em ANA - alunos de 8 anos, Enem, Meritocracia, Pisa, Prova Brasil, Responsabilização/accountability, Saresp e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s