GO: Secretaria adia privatização

Pressionada pelos estudantes que ocuparam as escolas e a própria Secretaria e pelo fracasso do primeiro chamamento feito para definir a escolha da Organização Social que vai gerir 23 escolas em Anápolis, dando início ao processo de privatização da educação pública de Goiás, a Secretaria de Educação não teve como não adiar para o início do segundo semestre o início da transferência das escolas.

Os estudantes, que deram uma trégua, já estão se mobilizando para definir como a luta vai continuar.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Escolas Charters, Privatização, Responsabilização/accountability. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s