Goiás: Centro Lemann americano aparece ligado à privatização

Martin Carnoy e David Plank estiveram em Goiás discutindo as mudanças que estão sendo pensadas por Raquel Teixeira para privatizar a educação de Goiânia. Causa surpresa a este Blog a vinculação do nome de Carnoy à privatização goiana, mas, enfim, é o que está dito.

Segundo o portal da Secretaria de Educação a visita ocorreu em julho de 2015:

“Especialistas em temas relacionados à gestão e ao desempenho na educação, os pesquisadores norte-americanos Martin Carnoy e David N. Plank, da Universidade de Stanford, na Califórnia, vieram a Goiânia com o intuito de retribuir a visita que receberam da secretária de Educação Raquel Teixeira em janeiro deste ano. Eles foram recebidos na manhã desta quarta-feira, 29/7/15, no Palácio das Esmeraldas pelo governador Marconi Perillo.”

“Carnoy frisou que um dos caminhos para melhorar o ensino público é replicar experiências bem sucedidas dentro e fora do Brasil. Segundo ele, nos Estados Unidos, por exemplo, há bons exemplos de escolas administradas por organizações sociais, modelo que se tornou conhecido como Charter Schools.”

O Centro Lemann em Stanford nos Estados Unidos foi criado com recursos da Fundação Lemann brasileira.

Ainda segundo o portal da Secretaria:

Sobre a possibilidade de parceria com o governo de Goiás, David N. Plank explicou que o propósito do trabalho no Centro Lemann, da Universidade de Stanford (Califórnia),  é focado na aplicabilidade das pesquisas. “Há uma série de ações que queremos implantar em vários estados brasileiros e em outros países, com o objetivo de contribuir para o avanço das políticas públicas educacionais e a melhoria do ensino público e Goiás é um desses estados”, revelou.

De acordo com o pesquisador, uma dessas ações consiste na implantação de um sistema de melhoramento contínuo do ensino com a qualificação dos profissionais e das práticas pedagógicas. Para ele, é importante ter um sistema educacional guiado pelas evidências. “O que está dando certo nas Charter Schools ou em qualquer outro lugar deve ser replicado”.

Para a secretária Raquel Teixeira, a visita dos dois pesquisadores ocorre em um momento crucial e por isso a contribuição deles é tão importante. “No Centro Lemann, Plank conduz um trabalho de mediação entre a academia e a Assembleia Legislativa da Califórnia. Com seus conhecimentos, ele orienta os políticos quando vão votar qualquer projeto de lei na área de educação e eles estão dispostos a trabalhar conosco neste momento de esforços do governo por uma gestão inovadora”, acrescenta Raquel Teixeira.

O site do governo de Goiás relatou a visita dizendo:

“O governador relatou para os professores o modelo de gestão por Organizações Sociais que pretende implantar nas escolas públicas estaduais. Nos Estados Unidos, essas unidades são denominadas escolas charter, e também são objeto da análise dos professores Carnoy e Plank. Carnoy disse que a transição para o sistema de Organizações Sociais pode ser ainda mais bem sucedida no Brasil, onde, proporcionalmente, há mais escolas particulares do que nos EUA.

Em entrevista coletiva, antes do encontro com o governador, o professor Martin Carnoy disse que Goiás é um dos Estados brasileiros onde a Educação se apresenta com melhor desempenho. Os professores apontaram semelhanças entre a Educação brasileira e a norte-americana, onde existem as charters schools, geridas de forma semelhante à proposta do governo de Goiás para implantação das Organizações Sociais na administração de escolas públicas estaduais. “É interessante estudar este processo”, diz Carnoy, ao observar que há diversos estudos acadêmicos sobre o tema.

Sobre possível parceria com o governo de Goiás, Carnoy se disse otimista, sobretudo no aspecto da formação de professores. Seu colega, David Plank, ressaltou que dispõem de um dos melhores programas de formação de professores dos Estados Unidos. Esse sistema conta com uma plataforma na internet em que é possível a interconexão entre as duas partes do processo de treinamento.”

Como o Centro Lemann, apesar de ter sido financiado pela Lemann brasileira, tem autonomia para estabelecer seus programas, supõe-se portanto, que apoiar a privatização da educação no estado de Goiás, é uma opção dos pesquisadores daquele Centro.

Leia também aqui e aqui.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Escolas Charters, Privatização e marcado , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Goiás: Centro Lemann americano aparece ligado à privatização

  1. ARNALDO LOPES SIQUEIRA disse:

    Olá professor!

    Com certeza o senhor já deve ter visto/lido o livro do Carnoy sobre “A vantagem acadêmica de Cuba”, no qual ele compara os sistemas cubano, chileno e brasileiro, elogiando abertamente a “rigidez” do sistema da ilha, onde, todos os dias, todas as crianças aprendem a mesma coisa, do mesmo jeito. E, me lembro de várias passagens no livro, nas quais Carnoy dizia que se o professor cubano não estivesse de acordo com o currículo prescrito, que fosse fazer outra coisa na vida. O livro foi patrocinado anos atras pela Lemann e fazia parte da estratégia dos reformadores em apostilar o currículo e definir o que se ensina nas salas de aula aqui no Brasil. De quebra, trazia uma provocação à esquerda educacional, ao elogiar o sistema cubano e propô-lo como modelo (apenas a parte do modelo que interessa a Lemann) Enfim, a mim não surpreende. O que surpreende é o fato do Carnoy ter escrito livros, desde a década de 70, sobre a relação educação X mercado X sociedade sob um ponto de vista crítico. Vai entender…

  2. Pingback: O governo golpista e o ataque à educação brasileira – Resistência e Luta Contra o Golpe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s