Saviani e Cury recusam participar de cerimônia no MEC

O Prof. Dermeval Saviani e o Prof. Carlos Roberto Jamil Cury declinam da participação em cerimônia do Prêmio Capes Anísio Teixeira no MEC, sob presidência do Ministro de Educação Mendonça Filho. Eis a decisão e esclarecimentos:

“Caros amigos e colegas da área de educação:

Agradecendo a generosidade de vocês na indicação ao “Prêmio Capes Anísio Teixeira” referente à Educação Básica, eu, Dermeval Saviani, juntamente com o Prof. Carlos Roberto Jamil Cury, devemos-lhes uma satisfação relativamente à nossa ausência na cerimônia de premiação prevista para hoje, dia 26 de outubro de 2016, sob a presidência do atual ministro da educação.

Para tanto estamos enviando, a seguir, a carta com um texto de esclarecimento que encaminhamos ao Prof. Dr. Abílio Baeta Neves, presidente da CAPES, primeiro por e-mail, com nossas assinaturas digitais e, depois, pelo correio convencional, com nossas assinaturas originais.

Na presente conjuntura política regressista, com ameaças que já estão se concretizando de grave retrocesso em nossa área, consideramos que a atitude que tomamos é a mais coerente com a já longa e árdua luta que todos nós estamos travando por uma educação pública do mais elevado padrão de qualidade acessível a toda a população brasileira.

Contando com a compreensão de todos vocês, envio minhas saudações.

Dermeval Saviani

———————————————————————-

Ilmo. Prof. Dr. Abílio Baeta Neves,

Presidente da CAPES

Esta missiva tem como objetivo manifestarmos a razão pela qual não estaremos presentes na entrega do Prêmio Capes ” Anísio Teixeira “.

Este prêmio, conduzido por esta agência, teve a participação de nossos pares, algo que já é marca desta agência e obteve a aprovação do Conselho Superior. Portanto, cabe-nos agradecer e aceitar esta manifestação de nossos pares na comunidade científica e selado pelo órgão máximo da agência que V. Sa. preside.

De fato, este prêmio mais do que condecoração às nossas pessoas valoriza a Educação Básica a qual em boa hora passou a fazer parte dos desígnios da Capes mediante políticas de programas e apoios à formação de docentes.

Mais ainda se reveste de valor quando a CAPES celebra seus 65 anos de existência, 65 anos em que a dinâmica da agência se pautou pela presença de pares nas decisões e apoio com recursos programáticos e financeiros.

Nossa expectativa era que esta cerimônia se desse dentro dos espaços da agência e fosse presidida por V. Senhoria. Entretanto, a mudança do local nos colocou em situação delicada já que temos reservas quanto ao cerimonial a ser levado adiante no Palácio do Planalto e pelas posições que temos tomado quanto às recentes medidas do governo que, a nosso ver, não fazem jus à dinâmica do Plano Nacional de Educação pelo qual tanto nos empenhamos.

Contando com a serena compreensão de V.Sa., colocamos em anexo as razões relativas à nossa ausência.

Atenciosamente,

Professor Carlos Roberto Jamil Cury           Professor Dermeval Saviani

Belo Horizonte, 19/10/2016.                           São Paulo, 19/10/2016.

————————————————————————-

ESCLARECIMENTO

Prof. Carlos Roberto Jamil Cury

Prof. Dermeval Saviani

em 19/10/2016.

O Prêmio Capes “Anísio Teixeira” é uma honraria que dignifica quem o recebe, mas também quem o propicia. O fato da CAPES ter se reaberto para a educação básica de modo formal torna este nível da educação nacional objeto de políticas e programas que visam assegurar maior democratização de nossa educação. Por isso há uma convergência entre a nova configuração da agência e o nome do patrono do prêmio. Anísio Teixeira se pautou pela valorização da educação pública, denunciando quando ela se tornou privilégio e lutando por ela como direito.

Nos tempos em que a ditadura do Estado Novo, em 1937, quebrando a institucionalidade democrática de 1934, privilegiou a educação privada e secundarizou a educação pública, ele se afastou da vida pública esperando por dias mais abertos.  Em seu retorno à vida pública com a redemocratização de 1946 não só se voltou para a educação básica como também passou a oferecer um contributo inestimável para o ensino superior com a fundação da CAPES, em 1951, da qual foi o primeiro dirigente.

Hoje, muitos dos educadores e das associações científicas que foram consultados a fim de indicarem nomes que fizessem jus a este prêmio, entenderam que nossos nomes poderiam fazer parte da lista dos contemplados. Certamente outros nomes também fariam jus e hão de receber este prêmio em anos próximos. E o Conselho Superior da CAPES entendeu, por sua vez, serem nossos nomes dignos da indicação. Esse reconhecimento é apenas um incentivo a mais para continuarmos a valorizar a educação nacional nos termos do Plano Nacional de Pós-Graduação e do Plano Nacional de Educação em consonância com o disposto na Emenda Constitucional n. 59 de 2009.

Ao aceitarmos esta indicação, entretanto, não podemos nos esquecer que estamos em posições opostas ao atual governo e isto nos constrange diante de uma solenidade que pode significar apoio a medidas que venham a restringir o nosso compromisso com uma educação de qualidade. Tal circunstância também nos constrange porque a participação nessa cerimônia nos colocaria em desacordo com o exemplo do patrono do prêmio em sua intransigente defesa da democracia como uma condição indispensável para o pleno atendimento aos direitos educacionais de toda a população brasileira.

Nossa ausência na cerimônia solene não nos retira o compromisso de continuarmos, dentro da pluralidade de concepções — como registra nossa Constituição – na luta para assegurar a todas as crianças e jovens de nosso país uma educação pública com elevado padrão de qualidade considerada por nós um requisito necessário à consolidação de nossa ainda frágil democracia.”

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Assuntos gerais e marcado . Guardar link permanente.

64 respostas para Saviani e Cury recusam participar de cerimônia no MEC

  1. Pingback: PRÊMIO ANÍSIO TEIXEIRA 2016 | Blog do Pensar a Educação

  2. gilson disse:

    Coerente a posição dos professores Saviani e Cury. É preciso denunciar o desmonte da educação pública que está em curso no País e esse simples gesto dos nosso queridos professores, pelo menos, indicam de que lado estamos. Abraço!

  3. Edna Moura disse:

    Já admirava os.dois pela postura em favor de uma Educação de qualidade, e agora terão muito mais em meu conceito e parabenizá-los pela resposta digna que enviaram. Parabéns!

  4. Paulo Roberto Donadio disse:

    A postura dos professores Saviani e Cury, sempre coerentes com os seus compromissos com o ensino brasileiro, só fez aumentar a minha admiração por ambos. Mesmo não sendo da área básica de ensino, tive o prazer de poder estudar os seus textos e desde então admirá-los. Parabéns ! ! !

    • Adelaide Ferreira Coutinho disse:

      Não me surpreende a postura dos dois renomados Educadores, pois é impossível escrever a História da Educação brasileira sem que se ressaltem a luta e a consistência política das posições assumidas por SAVIANI e CURY, tendo em vista uma educação pública de qualidade socialmente referenciada. Merecem a honraria, mas nos enchem de orgulho ao se negarem a partilhá-la com tecnoburocratas à serviço da supressão do direito à educação, uma das políticas públicas mais afetadas/atacadas pelo Estado capitalista e governantes a seu serviço.

  5. Maria Ângela disse:

    Atitude coerente com tudo o que escrevem. Não esperava outro posicionamento destes mestres queridos. Minha admiração multiplicou. Orgulho!

  6. Ivetilde Delgado disse:

    Muito coerente a decisão tomada por esses dois grandes mestres da educação brasileira. Apoio total à esta decisão.

  7. Edileuza disse:

    Estaria decepcionada se eles participassem desse momento, pois mais uma vez as manobras são claras, em desfavor da educação. Parabéns. Admiro-os com entusiasmo.

  8. Morgana disse:

    Muita admiração pelos professores e suas atitudes. Exemplo de luta e dignidade.

  9. Adão Aparecido Xavier disse:

    Infelizmente, esse governo nos desrespeita, desrespeita todo o povo brasileiro e rasga o resultado de anos de debates e construção: o PNE. Professor Adão Aparecido Xavier.

  10. Tatiana disse:

    Admiração total pela atitudes desses Nobres Professores que lutam pela nossa educação pública e de qualidade.

  11. JOSÉ GERALDO DA COSTA disse:

    Límpido – e mais que oportuno – exemplo de honradez e coerência docente e cidadã.
    ANÍSIO TEIXEIRA foi meu mestre ad-hoc (porque não integrava o corpo docente da EBAP-RJ) quando bolsista da FGV, no Rio dos idos de 1954 a 57. Posteriormente, senti mais o “peso” (no sentido positivo) dele, quando me ocorreu ser pesquisador social no CRPE-Recife e, por força do Golpe de 64, no “Queiroz Filho”, em S, Paulo – todos da rede INEP e por ele criados – na companhia do não menos “pesado” DARCY RIBEIRO, meu “guru” sócio-antropológico.

    Neste contexto histórico, SAVIANI e CURY honram e enriquecem a tradição dos veros EDUCADORES, com essa postura de aceitação mas com DENÚNCIA, em termos firmes e francos, vestidos também de serenidade, e sendo redundantemente democráticos.
    APLÁUSOS, com SOLIDARIEDADE.
    José Geraldo da Costa

  12. Ana Nerina disse:

    Precisamos nos mobilizar nos nossos ambientes de trabalho…..precisa agir logo. E que chegue a atingir o governo federal.

  13. JOSÉ GERALDO DA COSTA disse:

    DOCUMENTOI DE CORTANTE ELEGÂNCIA PEDAGÓGICA

  14. Norival Gonçalves da Cunha disse:

    Parabéns , parabéns, parabéns e voces me representa

  15. João Cortez disse:

    Parabéns aos dois renomados professores. Coerência significando n compactuar com as arbitrariedades desse governo

  16. Elenice Silva disse:

    Bravo! Conhecendo tais educadores, não teria a menor dúvida de que essa seria a atitude de ambos: a recusa em compartilhar das ações nefastas desse governo ilegítimo nos ataques à educação. Em especial ao professor Cury, reitero aqui o meu sentimento de orgulho em ser a sua orientanda de doutorado. Sinto-me honrada!

  17. Postura ética é admirável desses professores diante do projeto da PEC 241 encaminhado pelo atual governo que pretende desinvestir nas políticas sociais, trabalho, educação e saúde. Parabéns, professores.

  18. JozeI silva disse:

    A indicação do prêmio e mIs que justa para esses dois Educadores que entende o que significa a educação neste pais. A decisão deles também nos comove e nos faz acreditar que precisamos nos unir mais ainda em prol da educação. PrecisAmos parar esse país pela a educação como fazemos em prol do futebol. A Constituição, lei maior do nosso país está sendo desconsiderada o Plano Nacuonal de Efucacao pelo qual tanto almejamos e amos parados sem fazer nada. O gigante precisa acordar novamente. O povo precisa trazer sua voz nas ruas e avenidas desse pais. IPovo tem força e é preciso mostrar os governantes que com o nosso voto o colocamos no poder que eles precisam governar para o povo . A PEC 241 PRECISA ser barrada. Se for preciso parar o Brasil vamos parar. Povo brasileiro acordem não deixe essa luta ser de apenas dois. Chegou a hora. Umm filho teu Brasil não foge da luta. Professores Saviani e Cury merecem Essa indicação do prêmio Parabens mas também merecem nosso obrigado e consideração por num simples gestão também dizer que é contra as decisoes que beneficia a poucos e tras retrocesso para a educação. Educacao essa que tem a qualidade abaixo de muitos pIses mais pobre que o nosso. Gigante vãos acordar a rua nos espera. Vamos para o Brasil.

  19. Georgia Tath Lima de Oliveira disse:

    Primeiramente, #ForaTemer. Segundamente, #ForaMendonçaFilho. Por último, admiração por Saviani e Cury. Obrigada por engrandecer a luta do povo brasileiro contra o retrocesso na educação. ❤

  20. Rozel Corsi Junior disse:

    FORA TEMER !!!!

  21. Rozel Corsi Junior disse:

    SIMPLESMENTE E URGENTEMENTE FORA TEMER !!!!

  22. Regina Celia Ramos disse:

    Este desgoverno está destruindo rapidamente tudo de bom que a CAPS fez pelo ensino básico. Parabéns professores!

  23. Pingback: Saviani e Cury recusam participar de cerimônia no MEC | A Estrada Vai Além Do Que Se Vê

  24. Israelita disse:

    Parabéns aos dois ,que prontamente se colocam a favor da Educação de nosso país,pois seria contraditório não ser a favor do desrespeito a constituição do nosso país e estarem juntos comemorando ao lado dos causadores…

  25. Edivaldo Monteiro de Sousa disse:

    Diante do que vemos, e dos fatos emergentes em relação à possível situação da Educação no País, só nos resta apoiá-los nesta decisão.

  26. Desde Uruguay, vaya mi abrazo a los Profs. Dermeval Saviani y Carlos Roberto Jamil Cury.
    Con augurios de que nuestra amistad y colaboración mutua nos permitan abrir camino al desarrollo de la educación pública.
    Ema Julia Massera

  27. Francineide Castilho Ramos disse:

    Muito obrigada pela decisão tomada. Isso nos fortalece na luta por uma Educação pública, gratuita, de qualidade e direito de todos os cidadãos brasileiros. Aos renomados e reconhecidos educadores a minha admiração coadunas com seus ensinamentos. Sinto-me muito bem representada! Nem um direito a menos!!!!!

  28. Parabéns ao respeitáveis Professores pela coragem de não comparecer ao evento, isto me faz acreditar que estou no caminho certo, pois como estudante de pedagogia eles muitas vezes são referenci nos meus trabalhos disciplinares. Aproveito também para agradecer ao grande legado que tem marcado na educação brasileira.

  29. Andréa da Silva disse:

    Parabéns pela decisão. Não podemos aceitar o descaso da educação e o retrocesso por parte dos nossos governantes. Temos que continuar a luta para que tenhamos uma educação igualitária a todo povo brasileiro.

  30. Regina Dalcastagnè disse:

    Isso se chama ética. Os professores Carlos Roberto Jamil Cury e Dermeval Saviani nos representam. Não abriremos mão da educação pública, gratuita, laica e de qualidade.

  31. José Francisco dos Santos neto disse:

    Parabéns professores! Que cada vez mais tenhamos atitudes firmes e sinceras para barrarmos as ideias contrárias que impedem o crescimento da educação pública e de qualidade.

  32. Wellington Oliveira disse:

    Esses são os meus mestres. Fora Temer!!!

  33. ELIZETE SALES COLARES disse:

    todos/as que insistimos em lutar por BRASIL sério exigimos: FORAAAAAAAA TEMER !

  34. Isauda dos Santos Mendonça.Professora aposentada . disse:

    Parabéns aos mestres queridos pela postura e atitude tomada neste evento.Precisamos de mestres assim na educação do País.Lutar sempre desistir jamais.Deus proteja nosso Brasil.

  35. Luiz Carlos Alves de paula disse:

    Concordo com a tomada de decisão dos professores. Não devemos aliamos aqueles que articulam contrário aos nossos anseios.

  36. Silvana Borges disse:

    Este posicionamento só me faz admirar ainda mais estes nobres professores! Merecem todo reconhecimento e respeito!

  37. Sábia decisão. Atitude de quem lutou e luta por uma educação de qualidade! Coerentes sempre.

  38. Adilson Sousa disse:

    Apoiamos o posicionamento dos digníssimos professores. Trata-se de uma postura coerente e compatível com os princípios pautados por ambos, principios esses os quais conheço por meio de.leituras e abordagens feitas só longo dos anos, onde além de pretender manter a educação brasileira como dom essencial à vida das pessoas brasileiras. Agora nos vêm um ministro despreparado, reconhecidamente, e desconhecedor dos ganhos que a educação formal teve nos últimos anos, com o advento da Constituição de 1988, parametrizada pela LDB de 1996. Para concluir ” outros Cury e Salviano deveriam mostrar a cara contra as aberrações acontecidas no momento em relação a educação do nosso país. Darci Ribeiro, onde estiver, deve estar se revolvendo de revolta.
    Adilsnon Sousa
    Professor Universitário.

  39. Kelly disse:

    Com todo respeito aos motivos dos professores em declinar o prêmio, a decisão me fez refletir:
    – o prêmio não é oferecido pelo ministro da educação; portanto, não vejo incoerência em recebê–lo, apesar das incompatibilidades;
    – negar recebê-lo agora e não antes significa que antes a educação básica era de qualidade, e que as medidas tomadas antes eram acertadas?;
    – recebê-lo em solenidade no palácio do planalto não seria ensejo para deixar seu recado para os idealizadores do “retrocesso”?.

    • Parabenizo aos patronos pela sua atitude em defesa da educação pública e de qualidade. Isso nos inspira almejar um resto de esperança. Meu coração chora por ver pessoas inocentes pagando por inconseqüências dos que se acham “detentores do poder”. Mas a atitude de vocês nos faz acreditar que ainda existem pessoas de bens nesse país abarrotado de corruptos. A palavra de Deus diz que varrera da terra esse tipo de criaturas.

  40. Fernanda disse:

    Postura digna! São coisas assim que ainda me fazem acreditar na educação brasileira…que ainda vale se uma professora! Saviani e Cury estão de parabéns!

  41. Postura admirável. Parabéns nobres Educadores!

  42. Hayla Maria disse:

    Parabéns aos nossos admiráveis professores, essa postura me sinaliza que não estamos sós na Educação. Nesse governo se percebe a regressão , a extinção di que é basilar.

  43. Isolda pires Mirante disse:

    Parabéns, nobres professores!!! São atitudes como essas Q nos dão forças p seguirmos na luta por uma educação de qualidade p todos e todas. Resistiremos a toda e qualquer manobra no sentido de nós retirar ganhos obtidos! Sigamos juntos!!!

  44. Aureo Cesar Coelho do valle disse:

    Atitude racional, honesta, coerente. Parabéns a estes dois insignes professores. A educação é, lamentavelmente, produto de mercancia, contrariando toda lógica educacional; ensino para todos em todos os níveis e, principalmente, público. Educação , saúde, segurança e transporte não podem ser produtos de mercado; não podem estar sujeitos às leis de mercado, há que ser atividade pública, em sua essência.

  45. Wesley Rocha disse:

    Parabéns aos professores pelo compromisso inabalável para com uma educação de qualidade neste país. Ser professor é isso!

  46. Pinho disse:

    Educação se faz com educadores! #foraTemer #foraMendonçaFilho
    Orgulho de educadores que nao se vendem à vaidade!!👏👏👏

  47. Lucie disse:

    Parabéns Senhores!!!

  48. Nando Ponti disse:

    Alguém disse acima que é impossível escrever a História da Educação brasileira sem que se ressaltem a luta e a consistência política das posições assumidas por Saviani e Cury, tendo em vista uma educação pública de qualidade socialmente referenciada. Merecem a honraria do Prêmio Capes “Anísio Teixeira”. Continuo acreditando que esta é uma maneira da comunidade acadêmica reconhecer o trabalho dos dois e de muitos outros. Ao que tudo indica, os dois mestres, muito justamente, aceitaram a homenagem pois apenas se recusaram a participar da cerimônia transferida para o Palácio do Planalto. Todos aqui aplaudem a recusa de comparecer à cerimônia nesse Palácio, pois talvez ele represente um governo e não o Estado. Quase como se eles tivessem recusado a justa homenagem da comunidade. Porém, há controvérsias, nenhuma delas levantadas pelos mestres que aqui se expressaram. Nos últimos anos da ditadura militar, houve servidores do Inep e do Ministério que levaram para dentro da estrutura do Ministério a contribuição de muitos pesquisadores e mestres na área da educação que mostravam novos caminhos, apesar de, muitas vezes, terem sido presos e censurados. Pois bem, para minha tristeza, vejo que alguns mestres que se expressaram aqui, apenas usaram o rasteiro e simplório argumento para elogiar a atitude dos dois: “fora Temer”. Ora, pelas imperfeitas regras republicanas, quem elegeu Rousseff duas vezes elegeu Temer Lulia duas vezes. Procuremos entender o processo e trabalhemos para mudá-lo ao invés de ficarmos repetindo palavras-de-ordem e slogans vazios e inconsistentes. Sim, a medida provisória que propõe mudanças no ensino médio é intempestiva e autoritária: porém ninguém discorda de que avanços e mudanças são necessárias. Quais as alternativas e como devem ser iniciadas essas mudanças? Não sou da área, e por isso mesmo, espero mais substância e concretude nas propostas. Renato Janine Ribeiro, também professor respeitado e Ministro da Educação da ex-presidente Dilma Vana Rousseff, disse em sua página nas redes sociais: “Mesmo criticando vários pontos desta reforma, devo dizer: 1) uma reforma é necessária; 2) não adianta ficar gritando ‘fora, Temer’ ou apenas denunciando a reforma, é preciso entender e debater” (24/09/2016). Lamentavelmente não tenho visto argumentos mais consistente do que os do “prestigiado Doutor” Faustão Silva ((25/09/2016)

  49. Celson disse:

    Muito bom ….tem que fazer isso mesmo com esse governo Temer para aprender a respeitar a população brasileira.

  50. Luciane Cruz disse:

    Posições como estas dos professores Cury e Saviani firmam a nossa compreensão de que a defesa da educação pública, laica, universal para os brasileiros mas que respeita as individualidades têm lugar em nossa sociedade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s