CEE impõe revisão de conteúdos na formação

“O Conselho Estadual de Educação (CEE) de São Paulo deliberou que, a partir do próximo ano, os cursos de Pedagogia e as Licenciaturas oferecidas pelas instituições estaduais e municipais reservem parte da carga horária para que os alunos “revisem e enriqueçam” os conteúdos do ensino fundamental e do médio. Coordenadores e diretores dessas graduações na USP, Unicamp e Unesp manifestaram preocupação com a nova regra, sob o risco de engessar os projetos político-pedagógicos e ferir a autonomia universitária ao fixar os currículos de seus cursos e programas.”

Leia mais aqui.

Está difícil do egrégio Conselho Estadual de Educação de São Paulo entender que nenhum profissional sai pronto da Universidade. Todo profissional necessita de um tempo de atuação profissional que pode chegar até 3 ou 4 anos, período no qual ele configura sua prática profissional.

Faria melhor o CEE em disciplinar a Residência Pedagógica e criar programas de apoio ao professor iniciante. Neste período, o professor pode retomar com apoio das redes aqueles aspectos que ainda estão necessitando de qualificação e aprimorar seu desenvolvimento.

Obrigar a ter 600 horas de revisão teórica de conteúdos de educação fundamental e média em forma propedêutica é insistir em uma matriz que separa teoria e prática, a mesma que está na base do fracasso do próprio ensino fundamental e médio. Melhor faria se na residência pedagógica este conhecimento se apresentasse na prática do professor iniciante como uma necessidade, momento em que faria sentido para o professor aprofundar o seu domínio.

Não há atalhos para a boa formação.

A medida do CEE já é uma antecipação da Base Nacional Comum Curricular e visa abrir espaço nos cursos de formação para que o conteúdo especificado na Base seja introduzido nos cursos de formação.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Assuntos gerais. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para CEE impõe revisão de conteúdos na formação

  1. Pingback: Conselho Estadual de Educação de SP impõe revisão de conteúdos de formação de professores | Grupo de Estudos e Pesquisa em Avaliação e Organização do Trabalho Pedagógico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s