Duas visões sobre o futuro da escola pública

A propósito da chegada da Kroton à educação básica, Exame ouviu dois especialistas e a própria Kroton sobre os riscos que isso acarreta para a educação pública: Fernando Cássio, que apresenta preocupações com eventual impacto negativo; José Francisco Soares, ex-presidente do INEP, que não vê risco, pois o que importa é que haja mais aprendizagem; e a própria Kroton que nega riscos para a educação pública.

Veja a íntegra da matéria aqui.

Veja também Kenji: a educação básica como mercado

Veja ainda Educação básica: radiografia de escolas virtuais nos USA

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Escolas Charters, Privatização, Vouchers e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s