USA: mais protestos

Washington, na próxima semana, será palco de um protesto contra os testes de alto impacto nos Estados Unidos. Os principais ativistas estão dirigindo-se para lá: a historiadora Diane Ravitch, Karen Lewis do Sindicato de Professores de Chicago, a veterana educadora Deborah Meier, e a especialista em infância Nancy Carlsson-Paige, entre outros.

Vai haver barulho. Os Estados Unidos vivem um verdadeiro movimento social contra o mal uso dos testes em educação.

O evento chama-se United Opt Out National e terá a duração de quatro dias. Segundo Valerie Strauss:

“inclui uma marcha até a Casa Branca em um esforço para chamar a atenção do presidente Obama, que tem sido uma grande decepção para as pessoas que achavam que ele iria levar adiante políticas de reforma escolar progressistas. Em vez disso, o Departamento de Educação levou uma agenda de reforma corporativa e que inclui um sistema de prestação de contas com base em testes padronizados – contra o conselho de especialistas em avaliação – e iniciativas que têm alimentado a privatização da educação pública e ataques a professores.” Leia mais aqui.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Responsabilização/accountability e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s