MEC promove “dia D” da BNCC

O Ministério da Educação fará, 6 de março, o “dia D” para tentar cooptar os professores para a sua Base Nacional Comum Curricular. Acesse aqui os materiais que estão sendo enviados às Secretarias de Educação. Nunca antes neste país se realizou um esforço tão grande para padronizar e controlar as escolas.

Promover a mudança, para o MEC, é promover o envolvimento dos professores na implementação da BNCC e não na sua concepção. É a ideia de que os iluminados de cima planejam e os demais obedecem e participam apenas da execução. Os professores das escolas não tiveram autoria e a padronização proposta pela BNCC mata a própria autonomia dos professores nas escolas. Como bem mostrou estudo de Ball e Avellar trata-se de uma base concebida para atender interesses que procedem de fora dos profissionais do magistério, assentada numa concepção gerencialista do processo educativo.

Durante a concepção o que se viu foram as tais participações por “sites” ou por “consulta pública”: instrumentos destinados a ocultar a não participação. O MEC continua veiculando a ideia de que o currículo será formulado pelos Estados, quando na verdade está tentando realizar uma verdadeira ação de “lavagem cerebral” com um conjunto de materiais, procurando “vender” a BNCC do governo.

É uma ação que invade a esfera dos Estados, acobertada pelo discurso de que eles poderão fazer seus próprios currículos. Nem se tem participação efetiva e nem se tem a possibilidade de fazer um currículo próprio nos Estados, pois o controle será feito pelas avaliações censitárias de larga escala, o que não deixa os Estados fugirem das já especificadas competências e conteúdos previamente especificados por série de aprendizagem. O dia D poderia ser chamado de Dia P – de padronização das escolas.

Com se prepararam os Sindicatos e Confederações para o dia P do MEC?

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Mendonça no Ministério, Meritocracia, Responsabilização/accountability e marcado , . Guardar link permanente.

2 respostas para MEC promove “dia D” da BNCC

  1. Francisco parente jumior disse:

    Não se faz mudanças por cooptação . Educação requer comprometimento de todos os segmentos de uma sociedade. requer gestão democrática e amplamente participativa. reformas sim mas amplamente debatidas e articuladas sistema nacional de educação entre governo estado e município.

  2. Pingback: Dia D da BNCC: 12 razões para não ser coadjuvante | Na savana do Alto Rio Branco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s