MEC reúne secretários e entidades do terceiro setor

Como era previsível, os “liberais” vão colaborar com o MEC de Bolsonaro em nome de uma “agenda da aprendizagem”. A reforma empresarial da educação deve retomar seu ritmo. O erro de Bolsonaro com Velez, ao não compor com os liberais, está sendo corrigido agora com Weintraub, através da Secretaria de Educação Básica. O site do CONSED – Conselho Nacional de Secretários de Educação – informa:

“Até esta terça-feira (30), secretários estaduais e municipais de Educação, discutem um plano de ação conjunto com o MEC, para desenvolver uma agenda integrada. O convite foi feito pelo Secretário de Educação Básica do ministério, Jânio Macedo. Também participam das discussões representantes de entidades do terceiro setor, como os professores Mozart Ramos e Ricardo Paes de Barros, do Instituto Ayrton Senna.

Do Consed, além da presidente, Cecilia Motta (MS), estão presentes os secretários Fred Amancio (PE), Luiz Castro (AM), Pedro Fernandes (RJ) e Marioneide Kliemaschewsk (MT). Ainda compõem o grupo o secretário executivo adjunto da Secretaria de Educação do Amazonas, Raimundo Barradas, e o superintendente da Secretaria de Educação do Paraná, Raph Gomes.

O primeiro dia de atividades foi aberto com uma apresentação do presidente do Instituto Natura, Davi Saad. Ele relacionou os temas prioritários da Agenda da Aprendizagem (criada por Consed/Undime) e do projeto Educação Já (elaborado pelo terceiro setor) com as metas do Plano Nacional de Educação. Segundo ele, não é preciso inventar a roda para resolver os problemas.

Para a presidente do Consed, Cecilia Motta, as agendas apresentadas mostram que os gestores dos estados e municípios sabem aonde querem chegar. “Portanto, essa iniciativa do MEC, de escuta, de querer aproveitar o que já existe de bom, com base em evidências, é vista com bons olhos pelo Consed. A nossa expectativa é que possamos sair daqui com uma agenda integrada, avançando no regime de colaboração.”

Além dos Institutos Natura e Ayrton Senna, também participaram representantes do Instituto Unibanco, da Fundação Lemann e do Todos Pela Educação.”

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Meritocracia, Privatização, Responsabilização/accountability, Weintraub no Ministério e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para MEC reúne secretários e entidades do terceiro setor

  1. Cecilia Goulart disse:

    Mais chumbo grosso virá por aí! Ufa!

  2. Pingback: O ataque de Bolsonaro às universidades: uma batalha estratégica minar a resistência ao governo |

  3. Pingback: O ataque de Bolsonaro às universidades: uma batalha estratégica para minar a resistência ao governo |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s