Ravitch: novo livro em janeiro

O novo livro de Diane Ravitch, no qual ela descreve como cidadãos determinados – pais, alunos, professores, todos – podem defender a democracia, podem enfrentar os bilionários e vencer a luta pela escola pública, será lançado pela Penguin Random House em 21 de janeiro próximo.

Slaying Goliath: The Passionate Resistance to Privatization and the Fight to Save America’s Public Schools

“Em “Destruindo Golias: a apaixonada resistência à privatização e a luta para salvar as escolas públicas da América”, você lerá sobre os heróis da resistência, aqueles que enfrentaram o Big Money e derrotaram a destruição de suas escolas, em suas comunidades, suas cidades, seus estados. É um livro de inspiração e esperança.”

“Diane Ravitch escreve sobre aqueles que privatizaram as escolas, os “destruidores”, que acreditam que as escolas americanas deveriam ser dirigidas como empresas, com professores incentivados com ameaças e bônus, e escolas que precisam entrar na era da economia em que as crianças são tratadas como clientes ou produtos. Ela escreve sobre os irmãos Koch, a família DeVos, os Waltons (Walmart), Eli Broad, Bill Gates, Michael Bloomberg, Mark Zuckerberg e muitos outros, à direita e à esquerda, além de corporações, fundações, etc., que tentam promover a privatização de uma de nossas instituições públicas mais valorizadas.

 Ravitch expõe detalhadamente os fatos que mostram que as ideias apresentadas pelos privatistas das escolas falharam; que suas promessas de pontuações mais altas não foram cumpridas; que a “grande esperança” da Base Comum (Common Core) tem sido um fracasso.

Contra essas forças, Ravitch escreve sobre um exército voluntário –os “resistentes” – que surgiram de Seattle, Austin e Denver, para Detroit, Nova Orleans e Buffalo – pais, professores, avós, estudantes, blogueiros, líderes religiosos, indivíduos corajosos que, estimulados pela convicção, coragem, determinação e poder das ideias e da paixão, estão lutando para manter com sucesso suas escolas públicas.”

Resseger, que teve acesso ao novo livro, resume:

“Em seu novo livro, Slaying Goliath, Diane Ravitch resume, define e humaniza o ataque generalizado que ameaçou a educação pública nos Estados Unidos no último quarto de século. E ela acompanha uma reação encorajadora, uma crescente resistência liderada por indivíduos obstinados, organizações comunitárias e professores organizados.

O que tem sido chamado de reforma escolar baseada em responsabilidade empresarial e teste e punição é algo que todos assistimos ao longo dos anos – nacionalmente, “Nenhuma criança deixada para trás” e “Corrida para o topo” – em todos os estados, à medida que os orçamentos escolares são ampliados para pagar privatizados – charters ou vouchers – e localmente, quando nossos filhos começaram a fazer muitos testes padronizados, nossas escolas locais começaram a receber notas em avaliações estaduais ou os alunos deixaram a escola pública local para uma escola charter nas proximidades.”

“Ravitch define a ideologia da guerra travada na educação pública por um exército gigante. Ravitch nomeia o chamado movimento de “reforma da escola” como um experimento de destruição que tem o tamanho de Golias. O trabalho de Golias pode ser visto nos “destroços que o chamado movimento de “reforma” criou demonizando professores como se fossem adversários de seus alunos e tratando-os como mentirosos que exigiam avaliação constante para que cumprissem seu dever (…) os danos infligidos às escolas públicas, seus alunos e professores por bilionários descuidados que decidiram interromper, reinventar e redesenhar as escolas públicas do país (…) o trabalho de algumas das pessoas mais ricas do país: a família Walton, Bill Gates, Betsy DeVos, os irmãos Koch, Michael Bloomberg, Laurene Powell Jobs, Reed Hastings, Eli Broad e um bando de outros bilionários, a maioria dos quais fizeram fortuna em Wall Street, no Vale do Silício ou na indústria de tecnologia.”

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Avaliação de professores, Avaliação na Educação Infantil, Doria no Estado de SP, ENAMEB - Professores, Escolas Charters, Estreitamento Curricular, Homeschooling, Ideb, Links para pesquisas, Meritocracia, Pisa, Privatização, Prova Brasil, Responsabilização/accountability, Saresp, Segregação/exclusão, Vouchers, Weintraub no Ministério e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s