Vem aí PISA para crianças de 5 anos

Um novo teste está sendo desenvolvido pela OCDE para avaliar a educação infantil e será aplicado a crianças de 5 anos. Diane Ravitch repercute em seu Blog denúncia de Helge Wasmuth sobre a OCDE estar preparando mais esta avaliação. Apelidado de Baby PISA, Helge diz que ele levará a:

“Aumento da padronização, a responsabilização de alto impacto, resultados de aprendizado predeterminados, controle sobre professores, modelos de gerenciamento baseados em negócios e privatização.

“O objetivo do estudo é reunir informações sobre as habilidades cognitivas e sócio-emocionais das crianças, bem como as características de seus ambientes domésticos e de educação precoce. A avaliação direta, incluindo amostras reais do trabalho dos alunos, medirá os domínios da alfabetização, aritmética emergente, função executiva, empatia e confiança. Espera-se que as crianças façam seu trabalho em um tablet, dedicando aproximadamente 15 minutos a cada domínio durante um período de dois dias. A avaliação indireta – relatórios dos pais e funcionários e observações do administrador – incidirá nas habilidades cognitivas e sócio-emocionais. Ao participar do estudo, afirma a OCDE, os países membros terão acesso aos principais fatores que impulsionam ou impedem a aprendizagem precoce, desenvolvendo um quadro comum e benchmarks.

“O estudo está em andamento. Um piloto que inicialmente foi planejado, o que teria proporcionado uma valiosa oportunidade para um feedback significativo e aprimoramento, foi descartado. A organização avançou com a coleta de dados, a ser realizada a partir do final de 2017 até 2019. Isso será seguido pelo chamado “controle de qualidade” e análise, e a divulgação de um relatório em 2020.

“O plano original exigia a participação de três a seis países nos hemisférios do norte e do sul, e várias comunidades de educação infantil já registraram protestos bem-sucedidos, instando os governos a se absterem (Canadá, França, Alemanha, Japão, Noruega, Nova Zelândia, Suécia e Dinamarca estão entre eles.) (…)

“A crítica ao IELS tem sido feroz, e inúmeras preocupações foram levantadas. O mais flagrante é a marginalização da comunidade mais ampla da educação infantil. “Todo o projeto IELS foi protegido por segredo desde o primeiro dia”, disse-me Mathias Urban, diretora do Early Childhood Research Center da Universidade de Roehampton em Londres. Pesquisadores e estudiosos respeitados no campo não foram consultados, sua entrada não foi bem-vinda. Como tem sido o caso da política de educação inicial, décadas de pesquisa foram ignoradas.”

Leia no blog de Diane Ravitch.

Leia notícia por Helge Wasmuth.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Assuntos gerais, Estreitamento Curricular, Meritocracia, Pisa, Privatização, Responsabilização/accountability e marcado , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Vem aí PISA para crianças de 5 anos

  1. Cecilia Goulart disse:

    Mais uma luta!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s