UFSCAR : 42% de alunos sem condições de ensino remoto

Pesquisa conduzida na UFSCAR campus Sorocaba, sob responsabilidade dos professores Marcos Francisco Martins; Luciana Cristina Salvatti Coutinho e Maria Carla Corrochano mostra que 41,86% dos estudantes das escolas de educação básica (ensino fundamental e médio) das redes públicas e privadas daquela região metropolitana não estão aptos para o trabalho remoto por problemas estruturais e psicopedagógicos.

O documento ainda apresenta 25 medidas de implementação tanto imediata como também para quando as aulas voltarem nas escolas.

Acesse o documento “Condições e dinâmica cotidiana e educativa na RMS (Região Metropolitana de Sorocaba/SP) durante o afastamento social provocado pelo coronavírus”, aqui.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Assuntos gerais, Links para pesquisas, Segregação/exclusão e marcado , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para UFSCAR : 42% de alunos sem condições de ensino remoto

  1. Pingback: Grupo de Pesquisa em Avaliação e Organização do Trabalho Pedagógico

  2. Rosana Batista Monteiro disse:

    Sugiro rever o título da chamada, faz parecer que se trata de dados referentes aos alunos da UFSCar quando a pesquisa é sobre a educação Básica. É uma excelente pesquisa!!

  3. Pingback: Educação pelo Brasil, edição 278 – Jornal Pensar a Educação em Pauta

Deixe uma resposta para Luiz Carlos de Freitas Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s