Desastre americano ainda repercute

Para Frederick M. Hess e Jenn Hatfield:

“Comparados com duas décadas de resultados anteriores, estes resultados só podem ser descritos como um desastre. Eles são tão perturbadores principalmente porque estamos muito acostumados à constante melhoria das pontuações no NAEP. Nunca antes as notas de matemática da quarta série recuaram. As notas em leitura da oitava série não caíam desde 1996. As notas de leitura da quarta série não caíam desde 2003, e a de leitura da oitava série desde 2005. Em outras palavras, a carnificina generalizada em exibição este ano é totalmente sem precedentes.”

Nos últimos 10 anos, depois de um suspiro em algumas disciplinas logo após a lei de responsabilidade educacional, criou-se um platô de pequenas variações. De fato, as notas variaram em torno dos mesmos valores, ficando na mesma ou subindo um ponto aqui outro acolá, como se pode ver aqui. O tombo de agora é de derrubar Ministro e fazer mea-culpa, algo que é uma novidade na educação americana. Põe em cheque décadas de reforma empresarial da educação.

Sobre a entrada da lógica da concorrência empresarial nas escolas, Hess e Hatfield dizem:

“As corporações podem reinventar-se, mas as escolas devem ser o refúgio de um mundo de incertezas. Essa importação da incerteza para dentro da escola não melhora a educação. Ela transforma as escolas em instituições sem alma, sem coração, frias onde professores e diretores vêm e vão; membros da equipe desaparecem. A própria escola em si pode desaparecer.”

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Avaliação de professores, Meritocracia, Privatização, Responsabilização/accountability. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s