Portal do MEC é pago?

O Portal “Hora do ENEM”, anunciado pelo MEC, está associado a uma empresa que opera com fins lucrativos. É o que nos informam os leitores:

“Caro Prof. Freitas. Talvez já seja de seu conhecimento, mas a Hora do ENEM [Portal anunciado pelo MEC] é puro merchandising. Tenho um parente que tentou se cadastrar hoje na plataforma, e existe uma parte gratuita e outra paga.”

O Blog tentou cadastrar-se no Portal Hora do ENEM e após cadastrar senha passou pelas seguintes telas que comprovam o que o leitor está afirmando:

GeekieHoraEnem

Nesta tela o sistema pergunta se o aluno está matriculado em uma escola de ensino médio. Em seguida, você é dirigido para a Plataforma de Estudos Geekie Games a qual pergunta se você é aluno do último ano do Ensino Médio

PlataformaHoraEnem

E finalmente, se informa não ser aluno do último ano, você é dirigido para a parte paga.

GeekieProPago

Um leitor recebeu o seguinte aviso do site:

 “Aos estudantes que estão se cadastrando na plataforma de estudo da Hora do Enem representada pela Geekie Games, deverão saber que algumas ferramentas de estudo são gratuitas e outras não, a Geekie Games oferece um teste de 9 dias para os alunos conhecerem a plataforma como todo.”

A plataforma gratuita pode ser acessada aqui.  O leitor indaga:

“O aluno que está no último ano do Ensino médio matriculado em uma escola no ano de 2016 terá todos os recursos da plataforma de estudo gratuita, porém, como o INEP/MEC pode divulgar um “produto” em seu site, algo com fins lucrativos. Isso para mim é inconcebível em um sistema público e gratuito.”

Esta é a questão.

A situação é parecida no Estado de São Paulo onde a Geekie também esta associada.  Por hora, pode não ser paga, mas aos poucos terá a mesma destinação. E se não é paga pelo estudante, será paga com recursos públicos diretamente pelo Estado ou pela Federação que comprará acessos à plataforma. Estas empresas estão chegando e abrindo mercado em associação com o poder público.

Leia também aqui.

O mercado está sendo disputado também pela FGV. Leia aqui.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Enem, Mercadante no Ministério. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Portal do MEC é pago?

  1. Maria Estela Sigrist Betini disse:

    Eu desconhecia esta informação. Agradeço.

  2. Pingback: Exame Nacional de Avaliação do Magistério do Ensino Básico – Regional Nordeste I Sintepp

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s