Dowbor: atual economia é desrespeito às “donas de casa”

Os processos de privatização da educação estão em curso e, empurrados pela política econômica do atual governo, serão acelerados. Com os estados e municípios quebrados, a terceirização aparecerá como a única solução. Ladislau Dowbor examina a política econômica e mostra como o atual estado de coisas não tem a ver com os gastos públicos oriundos das políticas sociais e, sim, tem a ver com os juros da dívida pagos aos parasitas rentistas do Estado, alojados nos bancos.

Este é o pano de fundo que levará, sob a batuta do governo federal, os estados e municípios a acelerarem seus projetos de privatização no campo da saúde e da educação. O governo tem usado o senso comum para construir sua retórica, tentando chegar à população com a metáfora da “dona de casa responsável que não gasta mais do que ganha”. No entanto, para Dowbor:

“A política econômica do governo atual está baseada numa imensa farsa: a de que as políticas redistributivas da era progressista quebraram o País enquanto o novo poder, com banqueiros no controle do dinheiro, iriam reconstruí-lo. Segundo o conto, como uma boa dona de casa, vão ensinar responsabilidade, gastar apenas o que se ganha. A grande realidade é que são os juros extorquidos pelos banqueiros que geraram o rombo. A boa dona de casa que nos governa se juntou aos banqueiros e está aumentando o déficit.”

Depois de mostrar os números, conclui:

“Seriedade? Gestão responsável? A imagem da dona de casa que gasta apenas o que tem? Montou-se uma farsa. Os números aí estão. Assim o país afunda ainda mais e eles querem que o custo da lambança saia dos direitos sociais, das aposentadorias, da terceirização e outros retrocessos. Isto reduz a demanda e o PIB, e consequentemente os impostos, aumentando o rombo. Esta conta não fecha, nem em termos contábeis nem em termos políticos. Aliás, dizer que os presentes trambiques se espelham no modelo da boa dona de casa constitui uma impressionante falta de respeito.”

Leia aqui.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Assuntos gerais, Escolas Charters, Mendonça no Ministério, Privatização, Vouchers e marcado , . Guardar link permanente.

2 respostas para Dowbor: atual economia é desrespeito às “donas de casa”

  1. Fabrício disse:

    Projeto de Pezão e Cia é privatizar a rede estadual de ensino do Rio de Janeiro. A lei N.º 7487/2016 é um atentado ao direito público. A ofensiva do capital sobre as escolas públicas avança com ajuda de seus prepostos que trabalham incessantemente para privatizar as instituições educacionais. Não bastasse o programa “Dupla Escola” que, desde 2011, vem entregando escolas públicas às empresas (já tem escola Oi, escola Pão de Açúcar, escola TKCSA, etc), a Lei Nº 7487, denominada “Empresa amiga da educação”, radicaliza e amplia muito esta campanha de privatização. Vamos lutar contra mais esta!

    https://www.legisweb.com.br/legislacao/?id=331972

  2. Wil disse:

    Interessante.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s