MG: programa “Estude em casa” recebe críticas

“A Faculdade de Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora, por meio de seus grupos de pesquisa, vem manifestar-se sobre o Programa “Estude em Casa” como regime de estudo não presencial dirigido aos/às estudantes dos ensinos fundamental e médio, bem como aos/às professores/as da rede estadual de ensino de MG, enquanto durar a pandemia Covid 19, causada pelo novo Coronavírus, SARS-CoV2.”

O documento ainda afirma que:

“… além de manifestarmos nossa solidariedade ao magistério da rede estadual de educação e aos/às demais integrantes das comunidades escolares nesse momento tão adverso da vida, propomos que a Secretaria de Educação do Estado de Minas Gerais, em respeito ao direito à educação, reconsidere a implementação do Programa “Estude em Casa” e que abra diálogo com o seu magistério para construção de alternativas educacionais viáveis no contexto da pandemia.”

Leia íntegra aqui.

Sobre Luiz Carlos de Freitas

Professor aposentado da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - (SP) Brasil.
Esse post foi publicado em Assuntos gerais, Segregação/exclusão e marcado , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para MG: programa “Estude em casa” recebe críticas

  1. Pingback: Edução pelo Brasil, Edição 277 – Jornal Pensar a Educação em Pauta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s